Na última quarta-feira (4), aconteceu no auditório da ACIASMS, a cerimônia de posse da primeira diretoria local do Observatório Social do Brasil (OSB), organização voltada à contribuição junto a eficiência da gestão pública.
(Fotos: Éber Deina/Gazeta Informativa)

O Observatório Social do Brasil (OSB), é um espaço voltado à promoção do exercício da cidadania, portanto, deve ser democrático e apartidário, reunindo assim o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil, com o objetivo de contribuir significativamente para melhoria da gestão pública. Cada Observatório Social é integrado por cidadãos brasileiros que transformam o seu direito de indignação, em atitude.

As principais bandeiras encampadas pelo OSB, são a defesa da transparência na gestão pública, bem como a correta aplicação dos recursos por parte da Administração Pública. Sua composição é plural, em forma de voluntário, qualquer pessoa podendo fazer parte de um OS: aposentados, empresários, profissionais liberais, professores, estudantes, além de outras categorias ao longo de todo o Brasil. Funcionários públicos também podem integrar os OSB, exceto aqueles que integrem a esfera de atuação do Observatório específico.

As características dos Observatórios

O Observatório Social do Brasil é uma instituição da sociedade civil, sem fins lucrativos. Dissemina uma metodologia padronizada, atuando em mais de 150 municípios e 17 estados. O Sistema OSB é atualmente composto por mais de 3 mil voluntários, engajados na causa da Justiça Social, cooperando para maior eficiência da gestão pública. De acordo com o último levantamento, a contribuição promovida pelo OSB gerou uma economia de cerca de R$ 3,5 bilhões aos cofres municipais, nos últimos 4 anos.

A diretoria do Observatório Social do Brasil local é composta por membros das entidades representativas de nossa cidade.

O Observatório Social atua por meio de uma metodologia padronizada para o monitoramento das compras municipais, desde a publicação do edital de licitação até o acompanhamento da entrega do produto ou serviço, de modo a agir preventivamente no controle social dos gastos públicos. Além disso, atua em outras frentes como a Educação Fiscal, demonstrando a importância social e econômica dos tributos e a necessidade de cada cidadão acompanhar a correta aplicação dos recursos públicos gerados pelos impostos que paga.

Outro eixo de atuação é a Construção de indicadores de Gestão Pública, com base na execução orçamentária e nos indicadores sociais do município, fazendo comparativo com outras cidades do mesmo porte. Ainda irá realizar a cada 4 meses, a prestação de contas do seu trabalho a sociedade. Além dos princípios anteriormente citados, objetiva promover atitudes éticas, técnicas e proativas, Para tal, destaca-se a visão de longo prazo direcionada a todos esses princípios.

Diretoria local do OSB é empossada

Na última quarta-feira (4), ocorreu no auditório da ACIASMS (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de São Mateus do Sul), a cerimônia de posse da primeira diretoria da unidade são-mateuense do Observatório Social do Brasil. Gerson Staniszewski é o presidente do Conselho Administrativo do OSB local e comentou sobre a empreitada. “Após alguns anos de esforços e aprendizados, estamos concretizando a formação de uma diretoria local para o Observatório Social do Brasil. Nosso principal objetivo será incentivar o exercício da cidadania por parte da população, entre outras atribuições muito importantes”, destacou ele.

O Observatório Social de São Mateus do Sul, atualmente está com cerca de 40 voluntários já capacitados pela “Escola para a Cidadania”, que é a capacitação do Sistema OSB que acontece por sistema EAD. Nos próximos dias, o Observatório Social do Brasil deverá enviar as primeiras instruções normativas, para o início das atividades. “No momento estamos aguardando as primeiras orientações Nossa unidade é composta por 20 entidades de representatividade presentes em nosso município”, comentou o presidente.

Entidades

O OSB – São Mateus do Sul é formado pelas seguintes entidades fundadoras: ACIASMS (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de São Mateus do Sul), Associação de Moradores da Comunidade do Paiol Grande, Associação de Moradores da Vila Pinheirinho, BRASPOL – Núcleo de São Mateus do Sul, CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de São Mateus do Sul), CODESAMAS (Conselho de Desenvolvimento Econômico de São Mateus do Sul), COOMATE (Cooperativa dos Produtores de Erva-Mate de São Mateus do Sul), Grupo de Escoteiros Paul Harris e IG-MATHE (Associação dos Amigos da Erva-Mate de São Mateus do Sul).

Ainda compõem a base fundadora da entidade: JEN (Jovens Empreendedores Nucleados), as Lojas Maçônicas Benfeitora da Ordem Obreiros da Liberdade 2482 e Fraternidade São-mateuense 129, MAFIA (Movimento de Amigos e Familiares Incentivando a Amizade), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Paróquias Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e São Mateus, Rotary Club – Xisto do Iguaçu e Rotary Club São Mateus do Sul, SENAC (Serviço de Aprendizagem Nacional do Comércio) e o Sindicato Rural Patronal de São Mateus do Sul.

Composição da diretoria

A diretoria do Observatório Social de São Mateus do Sul, tem seu Conselho Administrativo presidido pelo Sr. Gerson Lucio Staniszewski (pertencente à entidade Loja Maçônica Fraternidade São-mateuense nº 129, O vice-presidente para assuntos administrativo-financeiros é o Sr. Eraldo Luiz Maistrovicz, A vice-presidente para Assuntos de Controle Social e Metodologia é a Sra. Ieda Cristina Ferreira Maciel Stefel (Rotary Club Xisto do Iguaçu). O Conselho Administrativo ainda é composto pelo Sr. Edson Gislon Dacoregio, que será o vice-presidente para Assuntos de Comunicação e Indicadores, representando o conselho da ACIASMS e da CDL e, pela Sra. Ivete Brusque Sander, vice-presidente para Assuntos Institucionais e de Alianças, representando a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

O Conselho Fiscal é formado por um corpo técnico de contadores experientes, sendo eles os senhores João Diorgenes Oliveira Wanda Bru, Luigi Léo Biancolini Lima e Marcio Pettras Gugelmin Arruda. Por fim, o Conselho Fiscal de suplentes é composto pela Sra. Angélica Wisniewski de Aguilar (OAB-PR), pelo Sr. Luis Roberto Haluch Moletta (COOMATE) e pela Sra. Daniele Marszczaokowski Stawny (Paiol Grande).

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Lei que proíbe a soltura de fogos de artifício está em vigor em São Mateus do Sul
Inscrições para estágio na Prefeitura Municipal estão abertas
Grupo Mafia reúne trabalhadores em torneio esportivo em comemoração ao Dia do Trabalho