Odontologia e Saúde Bucal - Valéria Kruchelski Huk

Odontologia no ambiente hospitalar, temos espaço?

Imagem Ilustrativa

Queridos leitores, hoje quero contar um pouco sobre a inserção da odontologia no hospital, que vem ocorrendo nos últimos anos, e queria que refletíssemos juntos a respeito da importância de um dentista neste ambiente. Para isso devemos primeiramente entender: do que se trata a odontologia hospitalar?

A odontologia hospitalar pode ser definida como o conjunto de ações preventivas, de diagnóstico, de tratamento e paliativas (trazer conforto) em saúde bucal.  Essas ações do dentista devem ser executadas dentro do ambiente hospitalar e devem estar de acordo com a missão do hospital além de estarem inseridas de forma multidisciplinar, ou seja, trabalhando com profissionais de outras áreas em conjuntos como, por exemplo: médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, etc.

No Brasil, a odontologia hospitalar foi legitimada em 2004 com a criação da Associação Brasileira de Odontologia Hospitalar (ABRAOH). Em 2008, foi decretada a Lei nº2776/2008 que obriga a presença do dentista nas equipes multiprofissionais hospitalares e nas UTI’s.

É importante saber que esse é, ainda, um assunto novo e muitos hospitais não têm a presença do dentista. No entanto, vou citar aqui alguns hospitais que já tem este profissional como parte integrante da equipe hospitalar: Hospital Israelita Albert Einstein (São Paulo –SP), Hospital de Câncer de Barretos (Barretos-SP), Hospital Santa Casa de Misericórdia de Curitiba (Curitiba – PR).

Acredito que você que leu minha coluna na semana passada pode estar se questionando: a presença do dentista é somente para atender os pacientes oncológicos? A resposta é não, amigo leitor. Quando o dentista está inserido no ambiente hospitalar ele deve atender todos os pacientes que apresentam queixas, independente do motivo que levou ele a estar lá. Muitas vezes, e por diversas razões, o paciente acaba tendo dificuldade pra manter a higiene bucal, é para isso que temos o dentista no hospital. Fique atento: quando falamos de odontologia hospitalar estamos nos referindo ao atendimento odontológico prestado aos pacientes que estão internados (independente da gravidade).

Mas, quais são os trabalhos realizados pelo dentista que trabalha no hospital? O dentista tem como função primeiramente lembrar o paciente (ou seus familiares) de fazer a higiene bucal, mesmo que este paciente não esteja se alimentando; isso é realizado através de orientações de higiene e também da limpeza seguindo um protocolo de higiene específico do hospital. Outra função muito importante é eliminar os focos de infecção que possam comprometer o estado de saúde e o tratamento daquele paciente; como por exemplo: dentes que precisam de tratamento de canal, dentes com cárie, dentes ou raízes que precisam ser extraídos, etc. Além disso, mesmo que o paciente não apresente nenhuma queixa, será realizado o exame para conferir se a saúde bucal está em ordem.

Espero ter conseguido fazer vocês refletirem um pouco sobre a importância do dentista no hospital.

Uma ótima semana a todos, até a próxima coluna!

SAIBA MAIS:

http://revista.aborj.org.br/index.php/rbo/article/viewFile/269/282

http://www.saude.sp.gov.br/resources/ses/perfil/profissional-da-saude/grupo-tecnico-de-acoes-estrategicas-gtae/manual-de-odontologia-hospitalar/manual_odonto.pdf

http://www.einstein.br/Paginas/home.aspx

Últimos posts por Valéria Kruchelski Huk (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Câncer bucal: um inimigo silencioso
O dente quebrou, e agora?
Lábio Leporino