(Imagem Ilustrativa)

O próximo domingo nos trará oportunidades, mas para isso precisamos fazer escolhas.

Posso dizer que já tenho alguma experiência, passei por vários ciclos, por várias fases da vida de nosso país. É claro que há pessoas muito mais experientes do que eu sou, que viveram coisas que não vivi, mas que ainda posso experimentar. Fiz escolhas certas, errei também.

Não conheço o mundo da administração pública propriamente dita, nem os envolvimentos e desdobramentos das questões políticas como conhecem aqueles que aceitaram verdadeiramente o desafio da busca do bem comum, do cuidar do coletivo. Sim, há pessoas que trabalham pela sociedade, porém há outros que buscam só satisfazer seus interesses pessoais, suas vaidades. Isto acontece em empresas privadas e estatais também.

Me preocupo quando a maioria de nós se sente descontente e enxerga como única alternativa o extremismo. O extremismo, tanto à direita quanto à esquerda, provou, ao longo da história só trazer prejuízo para a sociedade, porém, de tempos em tempos, por termos memória curta, optamos pelo incerto, desprezamos aquilo que já foi vivido e deixamos que decidam por nós.

Muitos tratam as eleições municipais como eleições secundárias, não se preocupando em conhecer as propostas dos candidatos, nem valorizando o seu voto. Porém, é no Município que tudo acontece, é aqui que vivemos e enfrentamos os nossos problemas e usufruímos de uma boa ou má estrutura, que influencia a nossa qualidade de vida. O resultado das eleições municipais também influenciará muito a próxima eleição para os cargos das demais esferas do poder no Brasil, em 2022. No próximo dia 15 de novembro, podemos deixar o nosso recado, mostrar o que queremos para os futuros prefeitos e vereadores.

Na minha vida profissional, trabalhei com os mais diversos tipos de gestores e profissionais. Política existe nas empresas, nas escolas, em todo o tipo de organização.

Assim, há aqueles que realmente tem propósitos, vontade de fazer coisas e nem sempre conseguem se fazer simpáticos, não tem cauda de pavão. Há aqueles que são simpáticos, tem o dom da palavra e conseguem realizar, fazer coisas, trabalhar em prol do coletivo também. Mas há uma boa parte de gestores e profissionais que só tem o dom de falar bonito, investir no seu narcisismo, egoísmo e ainda conseguem enganar, com seus discursos elaborados, aqueles que se encantam com beleza física ou com voz firme ou macia. Há muitos lobos disfarçados e que depois são escalados para cuidar do rebanho ou do galinheiro.

Temos pessoas jovens ingressando na política e a renovação é importante. Precisamos desta mescla, de gente nova e gente experiente também. Para os candidatos que se apresentam novamente para a minha escolha, eu procuro conhecer o seu passado, o que fez de concreto, as obras que realizou, os projetos que apoiou.

Falar é fácil. Criticar é fácil. Acusar é mais fácil ainda. Fazer, dá trabalho, é preciso esforço, dedicação, comprometimento com o bem público, com o desenvolvimento da organização.

Tento identificar os que tem amor pelo que fazem, que gostam do que fazem. Não me iludo achando que também não tem suas motivações pessoais, todos temos. Na pirâmide de hierarquia de necessidades, criada pelo psicólogo americano Abraham H. Maslow, Pirâmide Maslow, coloca-se na base da pirâmide o atendimento de nossas necessidades básicas. No topo, como evoluímos na vida profissional e em sociedade, buscamos o reconhecimento ou o autorreconhecimento. É natural. Mas antes é preciso trabalho. Nada cai do céu.

Assim, entendo que um candidato bem resolvido, que já demonstrou trabalho, esforço e resultados é o melhor candidato, principalmente para cargos executivos.

Não acredito em pessoas que prometem por prometer, prometem coisas que não se pode fazer, por limitações orçamentárias ou mesmo legais, mas que se iludem, por desconhecimento de causa. Mas há os que tentam iludir os eleitores.

Quem cuida bem da vida pessoal, que cuida bem dos seus bens materiais conseguem cuidar bem do que é dos outros, do coletivo, do bem comum. Se não for assim, dificilmente será um bom gestor ou bom legislador. Observe!

Boas escolhas! Sucesso e saúde para todos nós!

Adnelson Borges de Campos
Últimos posts por Adnelson Borges de Campos (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
O que você sabe que quer?
É possível empreender no setor público
Você é o que você pensa