Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

“Os hematomas do corpo irão sumir, mas o trauma psicológico vou levar para sempre comigo”, diz técnica de enfermagem que foi atacada com seringas em São Mateus do Sul

Vítima chegava para trabalhar quando foi golpeada por três rapazes. (Reprodução Redes Sociais)

Na terça-feira (2), a técnica de enfermagem Mariloy Aparecida Bamberger Zeni, foi atacada por três homens quando chegava para trabalhar em um posto de saúde, na Rua Imigrantes, na Vila Americana. A vítima recebeu golpes na barriga, na cabeça, e levou agulhadas efetuadas com seringas em diversas partes do corpo.

A equipe da Gazeta Informativa entrevistou Mariloy, que encontra-se muito abalada psicologicamente. De acordo com a técnica de enfermagem, ela era a responsável por abrir o posto de saúde todos os dias. “Eu sempre chego bem cedo, e fiz o mesmo naquela manhã”, conta. Segundo ela, há alguns meses, os mesmos rapazes foram até a unidade de saúde exigindo que ela entregasse algumas seringas. “Perguntei se eles tinham alguma receita médica para as seringas, e eles disseram que não”, diz. Negando a entrega do material, Mariloy comenta que foi ameaçada por conta disso.

Na manhã de terça, após adentrar pelos fundos do posto de saúde, a são-mateuense foi surpreendida por três homens que exigiram novamente as seringas. “Eles usaram da força bruta e me puxaram para trás”, diz. Levando os rapazes até a sala de vacina, onde encontram as seringas, a agressão física inicia. “Eles diziam que as seringas que eu estava entregando eram de crianças, e começaram a jogar tudo no chão”, relembra. Levando apunhaladas na barriga, efetuadas por algum tipo de arma branca, no qual Mariloy não consegue identificar, ela foi amordaçada.

Foram mais de 15 agulhas espalhadas pelo corpo. A técnica de enfermagem também foi apedrejada, e teve os pulsos machucados. “Eles rasgaram a minha roupa e colocaram um canivete no meu pescoço, me ameaçando de morte”, comenta. Percebendo que havia movimentação no lado de fora do posto de saúde, os agressores saem correndo do local.

A vítima sofreu as agressões no posto de saúde, na Rua Imigrantes, na Vila Americana.

Mariloy foi encontrada por um colega de trabalho, que logo em seguida chamou a polícia e o corpo de bombeiros. “Infelizmente falta segurança no posto de saúde. Na parte dos fundos existe um matagal, onde corremos risco de sofrer esses tipos de atentados”, desabafa. A profissional ainda comenta que não recebeu nenhum auxílio da Prefeitura Municipal e da Secretaria de Saúde. “Os hematomas do corpo irão sumir, mas o trauma psicológico vou levar para sempre comigo”, diz. Apesar desse acontecido, Mariloy afirma que recebeu o apoio de muitos amigos, que enviaram mensagens de amparo.

A Gazeta Informativa entrou em contato com o Secretário de Saúde, Marcos Alberto Diedrichs Filho, à respeito das agressões. Segundo ele, assim que tomou conhecimento do acontecido através da enfermeira coordenadora da Estratégia da Saúde da Família, determinou a ela que tomasse todas as providências necessárias. “A coordenadora relatou que os primeiros atendimentos foram prestados pelos colegas de trabalho, sendo acionado o corpo de bombeiros que compareceu ao local e encaminhou a vítima ao Pronto Atendimento Municipal. O setor de epidemiologia do município também foi acionado por tratar-se de acidente com material médico-hospitalar perfurocortante, e as orientações e exames necessários foram realizados”, diz o Secretários.

Diedrichs ressalta que a vítima está sendo atendida pela equipe multidisciplinar do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Também foi acionada a polícia e solicitado orientações ao departamento jurídico da Prefeitura sobre o caso.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski

Últimos posts por Cláudia Burdzinski (exibir todos)

Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: