O grupo de alunos estava parado em frente à parede azul. Suas mãos balançavam em gestos que desejavam comunicar algo. “Muitos começam pelo próprio nome”, responde Maíra Ferraz Faria, professora de Língua Brasileira de Sinais (Libras) e idealizadora do alfabeto manual de Libras pintado em uma das paredes na parte interna do Colégio Estadual São Mateus.

Para a realização da pintura a professora contou com o apoio das turmas do curso técnico em meio ambiente, formação de docentes e Celem Libras, que realizaram a projeção do alfabeto e das figuras das mãos na parede localizada próximo ao refeitório. “Desenhamos primeiramente com giz e depois realizamos a pintura com tinta.”

O bonito trabalho chama a atenção de quem passa pelo local que foi finalizado no início de agosto. “Nosso objetivo é conscientizar as pessoas de todas as idades para a valorização da língua de sinais”, destaca Maíra. Os alunos do ensino municipal e de outras instituições também aproveitam o momento próximo a parede para tentarem formar frases e aprender com a língua de sinal. A ideia também é incentivar a realização de atividades com esse intuito em outras escolas e colégios da região.

Você sabia que Libras é uma língua?

Existem cerca de 70 milhões de surdos no mundo que usam a língua de sinais como primeira língua ou como língua materna. Cada país tem seu idioma em língua sinais, como na língua falada, há o idioma falado: português, inglês, francês e espanhol, etc. Cada país tem uma, duas ou mais línguas de sinais, mesmo tendo essas diferenças de sinais, podem compartilhar as mesmas raízes linguísticas da mesma forma com a língua falada.

As pesquisas sobre as língua de sinais iniciaram nos anos de 1960 nos Estados Unidos e Holanda. Atualmente, existem várias pesquisas feitas em muitas universidades do mundo todo. As pesquisas confirmam que a língua de sinais é uma língua natural, complexa e tem todas as propriedades estruturais. Sim! A língua de sinais é uma língua, não são gestos e nem linguagem.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Professora que leciona em São Mateus do Sul tem seu TCC publicado em livro
São Mateus do Sul recebe Feira do Livro
Uniuv e Uniguaçu decidem dispensar as aulas devido a paralisação dos caminhoneiros