Artigo de Opinião

Pegue seu remo!

(Foto: Du Zuppani)

Sempre tive medo de expressar meu ponto de vista na questão de partidos políticos e “ideologias” de candidatos. Creio que o medo e a insegurança de colocar em pauta o que penso é culpa desse “certo” e “errado” defendidos por “gênios” do assunto em todo canto por aí.

Acredito que não só eu, mas muitas pessoas se calam diante desses “sábios” no assunto, e pensam que o mundo é de responsabilidade deles, porque claro, eles argumentam e usam da persuasão para fazer você se sentir ignorante.

Mas calma, se você como eu, possui esse receio, fique tranquilo(a), e saiba que tu tens o mesmo papel social e de voto que essa pessoa “entendida” nos assuntos políticos.

Antes de tudo, quero deixar claro que todas essas aspas se referem aquelas pessoas que passam o olho em uma manchete de jornal, e se consideram mestres no assunto. Nesse texto não me refiro as pessoas conhecidas sobre o tema, aquelas que entendem as nuances da política e que debatem sobre o assunto da maneira mais sensata com quem possui pensamentos divergentes.

A sociedade que vivemos hoje jamais poderá ser comparada ao Brasil de antes. Passamos por mudanças, e querendo ou não, evoluímos na liberdade de criticar e falar sobre política, coisa que antes era um tanto quanto reprimido.

Pensar dentro e fora da caixinha possuem seus prós e contras, e também a sua linha de admiradores. Mas o que quero deixar claro aqui é que as pessoas estão acomodadas demais para pensar no bem de todos. É bem metafórico, mas estamos no mesmo barco e somos os responsáveis por escolher a direção que iremos remar.

É difícil admitir, mas na maioria das vezes esquecemos do conjunto e só olhamos a linha individual. Na hora de ler, pensar e argumentar sobre tais assuntos políticos com as outras pessoas não se superiorize, mas sim, se sintonize e argumente sobre a proposta do assunto. Melhor do que pensar diferente, é pensar junto!

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Para a menina do cabelo azul
O país está sendo catalogado em dois lados
A mágica do cano PVC