Comitiva de São Mateus do Sul, liderada pelo deputado estadual Emerson Bacil (PSL), esteve no Rio de Janeiro para agenda na Petrobras, no dia 24 de outubro. O grupo se reuniu com o gerente executivo de Relacionamento com Órgãos Externos, Fernando Borges, com intuito de entender os rumos da estatal e da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX). (Fotos: Assessoria deputado estadual Emerson Bacil)

Comitiva de São Mateus do Sul, liderada pelo deputado estadual Emerson Bacil (PSL), esteve no Rio de Janeiro para agenda na Petrobras. O grupo se reuniu com o gerente executivo de Relacionamento com Órgãos Externos, Fernando Borges, com intuito de entender os rumos da estatal e da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX). Autoridades, representantes de classe e empresas retornam otimistas.

“A chama segue acessa”, frisou Emerson Bacil, confiante na garantia que a comitiva teve. Na conjuntura atual a expectativa é de manter os locais de exploração, com foco em investimentos nas bacias em alto mar. A sinalização de Borges é de que projetos de investimentos estão ligado ao pré-sal. Sobre os demais, o interesse é de comercializar com a iniciativa privada e potencializar investimentos.

Quanto aos serviços, a garantia é de que se mantenham os contratos, caso da Incepa e Ravato Diesel. Havendo expectativa de até, de acordo com o executivo, a exploração atual valorizar a SIX numa virtual e posterior privatização. “Nós estamos querendo valorizar os ativos”, apontou Borges. O intuito é ampliar o sistema de exploração e prever novas áreas, fortalecendo as atividades.

Manutenção dos empregos

“Nós temos vários funcionários são-mateunses, numa suposta venda, como eles ficam?”, questionou o deputado. Emerson Bacil demonstra preocupação com a manutenção dos postos de trabalho. “Vai ter o estímulo para serem contratados na nova empresa”, disse o executivo. “A grande massa das pessoas que operam a unidade deve continuar na nova estrutura”, opinou Fernando Borges.

Emerson Bacil lembrou ainda de processo travado de dívida de ativos, sobre royalties. Também sobre desapropriações e terreno em desuso que poderia ser usado pela prefeitura. Estas questões devem ser analisadas pela diretoria da Petrobras. Na opinião do deputado, esta área, cerca de 30 alqueires poderiam ser destinados para o município e constituir espaço para novas empresas.

Unidade de Industrialização do Xisto (SIX).

“Obtivemos a certeza de que não haverá paralisação do projeto. Haverá continuidade. O que a Petrobras pretende é vender, se aparecer um bom negócio”, observa o senador Álvaro Dias. Contudo, o objetivo é de melhorar o atual sistema. O compromisso afirmado na agenda, segundo ele, caso não se concretize a venda, é de que a própria estatal mantenha a operação e os postos de trabalho.

“Saímos do Rio de Janeiro com a garantia da manutenção da SIX. O objetivo da diretoria é de manter a exploração praticada, com intuito de valorizar a empresa e realizar a venda. Visando um investidor que possa até melhorar o sistema e criar novas alternativas. Do contrário, a própria Petrobras afirma que, não havendo boa oferta, segue com a operação em São Mateus do Sul”, acrescenta Emerson Bacil.

“Ficamos, assim, confiantes na manutenção dos empregos. Até porque numa suposta venda da SIX o investidor interessado pode ampliar a atual estrutura porque vai visar lucros frente ao investimento. Outra situação é de que os atuais funcionários tendem a ser realocados para esta nova empresa até pela especialidade necessária e conhecimento de operação na SIX”, completa.

Opiniões e confiança

Senador Alvaro Dias foi ao Rio de Janeiro, exclusivamente, por conta da agenda do deputado estadual Emerson Bacil (PSL).

Para o presidente da Câmara, Nereu Dal Lago, que também foi ao Rio de Janeiro juntamente com o prefeito Luiz Adyr Gonçalves Pereira, a agenda foi produtiva e importante. “Parabenizar o deputado Bacil pelo sucesso desta reunião que o mesmo agendou junto à Petrobras”, cita o vereador. Segundo ele, a venda é eminente, mas o ponto positivo é que a SIX não fecha e os empregos serão mantidos.

O presidente do Núcleo de Desenvolvimento e Empreendedorismo (NDE) de São Mateus do Sul, Manoel Cordeiro Júnior, citou a força política, representantes de classe e empresários, nesta tratativa na sede da Petrobras. “Foi estratégica, foi uma conversa muito cordial. Eles nos detalharam todo o processo”, aponta. “União de forças”, destaca, sobre a presença e tratativa realizada.

“A Petrobras respondeu a todos os nossos questionamentos e saímos com a certeza de que a SIX não será fechada. E mais, os contratos da Incepa, Ravato e Microxisto serão renovados”, observou Felipe Staniszewski, representante da Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL). Ronaldo Gonzaga Pinto, da Ravato Diesel, esteve na comitiva, frisou que essa união, sob coordenação de Bacil, foi um sucesso.

“Continuamos confiantes na distribuição e revenda dos óleos combustíveis”, garantiu Ronaldo. A empresa pretende, inclusive, expandir os negócios com novos investimentos, segundo ele. Mesma certeza da Incepa. “A Petrobras foi absolutamente transparente, no nosso pleito, esclarecendo os objetivos do plano de investimento”, ressalta Celso Luiz Cavalli, presidente da Incepa.

Apesar de citar a eminente venda da SIX, a renovação dos contratos, segundo o representante da Incepa, deve ‘avançar com brevidade’. “A gente está junto com a comunidade”, acrescenta. Celso Cavalli enalteceu, ainda, a presença do deputado e do senador nesta agenda. “Importante para o município, para nós e para os funcionários da Petrobras”, concluiu.

A comitiva teve, ainda, a participação de Luiz Adyr Gonçalves Pereira, prefeito de São Mateus do Sul; Cíntia Bin Mombach, representante do setor jurídico da Incepa São Mateus do Sul; e Anderson Takase da Ravato Diesel.

FONTE: Release Assessoria deputado Emerson Bacil

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
III Mostra de Folclore Polonês promete encantar o público com uma explosão de cores e ritmos
Piccinin Clínicas Integradas investe em profissionais de renome no cenário nacional em várias áreas da saúde para São Mateus do Sul
Conheça a terapia alternativa Barra de Access
1 Comentário
  • edinei
    6 de novembro de 2019 at 14:33

    “Ficamos, assim, confiantes na manutenção dos empregos.”
    Muita balela desses politicozinhos que só querem é ganhar votos em cima das expectativas falsas para os São-mateuenses.
    Nunca acreditei nesses caras, sou São-mateuense e estou a 12 anos morando no RJ. São Mateus do Sul se move na força da agricultura, com seus agricultores que dão o sangue de sol a sol, pra manter essa mamata da prefeitura que nem estradas fazem direito. Abraços

Deixe seu comentário

*