Educação e Cultura

Prefeitura de São Mateus do Sul oferece oficinas gratuitas de violão

Foto: Assessoria PMSMS

Foto: Assessoria PMSMS

Quinta-feira é dia de música no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), em São Mateus do Sul. Da música sertaneja de raiz, passando pelos sucessos do rock internacional e cânticos religiosos, a variedade é o que chama atenção aos ouvidos de quem passa próximo ao local, no início da tarde.

Ligado à Secretaria Municipal de Assistência Social, o CREAS de São Mateus do Sul passou a oferecer no mês passado um novo espaço gratuito para aprendizagem, criação e incentivo a manifestações artísticas: uma oficina para quem quer aprender a tocar violão.

A turma atual, composta por seis jovens alunos e alunas, transforma a varanda do CREAS num espaço agradável de aprendizagem musical e compartilhamento de experiências. Ministrada de forma voluntária pelo professor e músico João Maria Semkiw, que também participa do Coral da Six (Petrobrás), a oficina é gratuita, aberta ao público em geral e traz noções básicas sobre ritmo, leitura de partituras, notas, manuseio e produção musical a partir do violão.

“A música faz bem tanto para as pessoas, quanto para o grupo que está envolvido”, explica o professor João. “Queremos despertar, a partir da música, o interesse ainda maior também por outras manifestações artísticas e pela cultura em geral, por parte desses jovens”.

PARA OS OUVIDOS E PARA A ALMA

Fã da dupla Victor & Léo, Analice Santos quer aprender a tocar música sertaneja. Ela conta que começou a se interessar por música por influência de seu avô, que tocava modinhas nos encontros da família. “Estou gostando muito do curso. Eu não tinha tido aulas de violão antes, e estou aprendendo muito”, conta Analice.

Para a psicóloga Rosana Ehlke Vistuba, do CREAS, a música tem papel essencial na vida das pessoas. Ela explica que, além de exercitar a criatividade e de fazer com que alguns jovens até descubram um talento que antes desconheciam, a oficina ainda garante aos jovens a integração com pessoas que têm um mesmo interesse. “Num mundo tomado pelo medo e pelo desespero, a alma das pessoas acaba ficando tão seca a ponto de as pessoas deixarem de acreditar em um caminho possível. A arte, em geral, vem com o intuito de hidratar essa alma”, explica Rosana.

Interessados em participar das oficinas podem obter mais informações diretamente no CREAS, ou pelo telefone (42) 3912-7112.

Fonte: Assessoria PMSMS

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Gazeta Informativa interage com alunos da Rede Municipal de Ensino
Circuito Sesi Cultura traz teatro para São Mateus do Sul dia 29
Grupo Karolinka recebe moção de aplausos da Câmara