Antigo Pronto Socorro em anexo ao hospital passaria a atender como Pronto Atendimento.
(Fotos: Hugo Lopes Júnior/Gazeta Informativa)

Os índices de contaminação da Covid-19 continuam altos não apenas no Paraná mas em muitas regiões do país, a ponto do Governo do Estado estudar novos decretos de fechamento do comércio e restrição de horários de funcionamento. A falta de leitos e também de UTIs tem sido uma preocupação constante por todo o Paraná. Em São Mateus do Sul, apesar dos alertas constantes e da fiscalização das equipes da Vigilância Sanitária, os índices de contaminação continuam altos. A Prefeitura já fez uma readequação do espaço do Sentinela para melhorar o atendimento aos pacientes e aos casos suspeitos, mas ainda assim o espaço tem sido insuficiente.

Para reduzir os riscos de contaminação, a Secretaria de Saúde remanejou o espaço do Centro de Fisioterapia para realizar ali a triagem dos casos suspeitos de Covid-19, evitando cruzar com pacientes confirmados. Então, fica o alerta para quem tiver suspeita de ter contraído o vírus: deve se encaminhar para o centro de triagem na Rua Barão do Rio Branco, onde ficava o Centro de Fisioterapia. Aqueles que estiverem confirmados para Covid-19, devem se encaminhar para o Sentinela, ao lado do Pronto Atendimento e em frente ao Hospital.

A Prefeitura Municipal está em conversa com a direção do Hospital e Maternidade Dr. Paulo Fortes para transferir o Pronto Atendimento para o espaço do antigo Pronto Socorro, anexo ao Hospital, e que tem entrada externa independente, o que não afetaria o funcionamento padrão do Hospital. Assim, o atual Pronto Atendimento ficaria disponível para melhor atender e acomodar os pacientes com Covid-19, ficando toda a estrutura disponível até o fim da pandemia.

A estrutura atual do PA deve cuidar apenas dos casos de Covid-19.

É mais um esforço que está envolvendo diversas secretarias municipais para dar a melhor atenção possível para esse estado de emergência pelo qual estamos passando. Além da Secretaria de Saúde, a Secretaria de Indústria e Comércio, a Secretaria de Obras, entre outras, estão envolvidas para dar o melhor e mais rápido resultado possível aos pacientes. Há muitas reclamações sobre falta de ar-condicionado nos contêineres do Sentinela, mas devemos lembrar que ele pode agravar os problemas respiratórios. O número de pacientes que necessitam de internamento vem aumentando e os que necessitam de UTI também, mas em ambas as situações as vagas disponíveis são insuficientes.

A população deve ter consciência e tomar todos os cuidados possíveis evitando contaminação, pois a variante que está agindo na população tem atacado os adultos e jovens também, que antes eram casos raros. Também há o alerta de que a variante indiana, que tem se mostrado mais letal, já está agindo no Paraná com casos suspeitos em Cascavel, portanto os cuidados devem ser ainda maiores para que a situação de saúde pública hoje existente, não se complique ainda mais.

Hugo Lopes Júnior
Últimos posts por Hugo Lopes Júnior (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Sacola ecológica com a cara de São Mateus do Sul
São Mateus do Sul será representado no Miss Teen 2018
Confira os registros civis que aconteceram em 2016 no Paraná e em São Mateus do Sul de acordo com o IBGE