Meio Ambiente

Prefeitura fecha o cerco contra vandalismo e crimes ambientais no Centro Esportivo

Fotos: Assessoria PMSMS

Fotos: Assessoria PMSMS

A Polícia Militar precisou ser acionada na madrugada de terça-feira (15), para atender a mais uma denúncia de pesca no lago do Centro Esportivo General João Bueno Prohmann, ao lado do Ginásio de Esportes Olívio Wolff do Amaral, o “Polacão”, em São Mateus do Sul, onde a atividade é expressamente proibida.

Apesar de não ser uma prática recorrente entre os usuários do centro esportivo – onde inúmeras pessoas diariamente praticam atividades físicas e de recreação com suas famílias de maneira respeitosa, o incidente não foi um caso isolado. Atos de vandalismo e até mesmo de crimes ambientais estão deixando equipes da prefeitura e das autoridades de segurança em constante estado de alerta. Além dos chamados para a atuação da polícia em casos de flagrante, a Secretaria Municipal de Esporte e Turismo, com sede dentro do Polacão, precisou recentemente agir para evitar que esse tipo de prática continue ocorrendo.

Em conversa com famílias que vivem próximas ao Polacão, o secretário Artur Roscoche dos Santos deu orientações, em relação aos cuidados e preservação da fauna do local. A conversa com algumas famílias precisou ser feita após registros de que cães domiciliados teriam atacado, após terem sido instigados pelos donos, as nutrias que vivem próximas ao lago, e que eventualmente circulam ao redor dele.

Roedores inofensivos, as nutrias – popularmente conhecidas como ratões do banhado -, vivem em tocas de até um metro de comprimento próximas a ambientes com água. Alimentam-se de capim, raízes e folhas aquáticas, além de grãos e pequenos peixes. Recentemente, a família de nutrias que vive no lago do Centro Esportivo aumentou. Quatro novos filhotes, agora, chamam atenção de quem realiza caminhadas no local pelas brincadeiras e acrobacias na água. Segundo o veterinário Ernesto Ronconi, da prefeitura, os animais não trazem risco algum à saúde das pessoas que estão próximas deles. Ele lembra ainda que qualquer tipo de atividade predatória contra animais silvestres é considerado crime ambiental, sujeito a multa e pelo menos seis meses de detenção.

“Pedimos a colaboração de todos para que nosso centro esportivo continue bonito e limpo”, pede o Secretário Municipal de Esporte e Turismo, Artur Roscoche. “Algumas pessoas estão retirando as estacas colocadas junto às mudas de árvores plantadas no parque, e as jogando na água. Qualquer prática desse tipo deve ser denunciada e, se possível, registrada, para que possamos tomar as providências e garantir um espaço saudável para todos”.

Fonte: Assessoria PMSMS

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Reflorestamento que corresponde mais de 900 campos de futebol comemora 40 anos em São Mateus do Sul
380 quilos de lixo do rio Iguaçu são coletados no 16º Encontro Ecológico
Araucária: posso ou não cortar?