A pavimentação da Rua Antonio Bizinelli é uma demanda constante da população, que deverá ser contemplada nos próximos processos licitatórios. (Fotos: Éber Deina/Gazeta Informativa)

Aconteceu na última segunda-feira (22), a Concorrência Pública do processo licitatório de nº 002/2020, direcionada para a realização de obras em seis trechos de ruas do quadro urbano municipal. O objeto do certame foi a contratação de empresas de engenharia, que deverão realizar a construção de pavimento em cinco lotes compostos de logradouros públicos localizados nos bairros do Centro, São Joaquim e Colônia Iguaçu.

Um dos aspectos relativos à natureza do processo, é sua realização através de empreitada por preço global. Deverá ser realizada a aplicação de CBUQ (concreto betuminoso usinado à quente) e a execução de serviços de drenagem das águas pluviais (chuvas) e de sinalização. O tipo da licitação é o Menor Valor Global por Lote. A pasta técnica com o teor completo do Edital e seus anexos e modelos, ainda se encontra disponível no endereço eletrônico da Prefeitura Municipal: saomateusdosul.pr.gov.br.

O objeto do Edital

O objeto do Edital está dividido em 5 lotes, contendo os 6 trechos de ruas. São eles: Rua Guilherme Kantor (localizado entre as Ruas Evaldo Gaensly e Ulisses Faria), Rua João Gabriel Martins (localizado entre as Ruas 21 de Setembro e Ulisses Faria), Rua Tenente Max Wolff Filho (o primeiro trecho localizado entre as Ruas Paulino Vaz da Silva e 21 de Setembro e o segundo trecho localizado entre as Ruas Vitório Biancolini e Ivan Ulbrich), Rua Pedro Turek (trecho localizado entre as Rua Ulisses Faria e a BR-476, no bairro São Joaquim) e por fim, Rua Antonio Bizinelli (trecho localizado entre a Rua José Staviski e o Córrego, no bairro Colônia Iguaçu).

A Rua Tenente Max Wolff Filho está contemplada em dois trechos, sendo um deles localizado entre as Ruas Paulino Vaz da Silva e 21 de Setembro.

Cada um dos lotes possuía um valor global máximo para as empresas que desejaram concorrer. De acordo com informações divulgadas pela Prefeitura Municipal, foram cinco no total. Os serviços na Rua Guilherme Kantor tiveram teto máximo estipulado de R$ 2.349.355,77, seguidos pelo lote da Rua João Gabriel Martins, que teve valor máximo global e R$ 1.686.481,76. O terceiro lote, que compreende os dois trechos localizados na Rua Tenente Max Wolff Filho, teve valor máximo global de R$ 1.250.911,93, sendo seguido pelo lote da Rua Pedro Turek, cujo valor máximo foi de R$ 639.672,60. Por fim, o último lote foi composto pelo trecho da Rua Antonio Bizinelli, cujo valor máximo global estipulado em R$ 250.854,24.

Da proposta de preço e cronograma

O conteúdo do envelope contendo reunido pelas empresas continha a proposta de preço, específica de cada lote (representada pelo valor global), a validade e o prazo de execução, entre outras informações. Além disso, as proponentes deveriam elaborar uma planilha de serviços e seus preços, específica para cada lote e para cada trecho.

O cronograma das atividades prevê prazo máximo de execução de 150 dias para o trecho da Rua Guilherme Kantor, 120 dias para o trecho da Rua João Gabriel Martins, 120 dias para os dois trechos da Rua Tenente Max Wolff Filho e finalmente, 90 dias para o trecho da Rua Antonio Bizinelli.

A Rua João Gabriel Martins é bastante utilizada pelo setor comercial e pelo escoamento do tráfego na região central da cidade.

A Rua Guilherme Kantor corta uma região central da cidade, sendo sede de muitos domicílios e atividades comerciais espalhadas ao longo de toda a extensão da rua.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Greve dos bancários fecha agências de São Mateus do Sul a partir de quinta-feira por tempo indeterminado
Moradores reclamam há mais de 10 anos do mau cheiro vindo de estação de tratamento de esgoto
Égua que estava machucada na Vila Americana recebe tratamentos adequados em centro de reabilitação