Educação e Cultura

Prefeitura reduz subsídio do transporte universitário em 50%

O acordo foi selado na semana passada, em reunião realizada com representantes das Associações de Estudantes, Prefeitura e Câmara. (Foto: Divulgação)

O subsídio do transporte universitário seria cortado, em São Mateus do Sul, conforme informações oficiais, porém, na semana passada, em reunião realizada com representantes das Associações de Estudantes, Prefeitura e Câmara, foi selado um acordo de apenas redução em 50%.

Uma postagem no Facebook intitulada ‘Nota Pública das Associações de Estudantes – AESMR/AES/AESMSC’, que circula desde o início da tarde de quarta-feira (14/09) informa a decisão, questionando matéria publicada anteriormente no jornal Gazeta Informativa.

“Reconhecendo a atual situação do Município perante ao TCE-PR [Tribunal de Contas Estadual], e sendo também solidário a todos os cortes realizados pela Prefeitura, acatamos a REDUÇÃO do Subsídio de Transporte. Aproveitando o ensejo para desmentir notícias levianas publicadas pela Gazeta Informativa e por alguns estudantes em Redes Sociais, achamos que fomos desrespeitados como Diretoria, pois como foi exposto em reuniões e grupos de Whats a real situação da Negociação, e tentaram criar uma notícia falsa com intuito de promoção pessoal, não se importando com o Coletivo”, redata a postagem.

“Cientes do momento eleitoral, nosso assunto foi tratado de maneira justa como merece. Agradecemos de maneira expressiva, a maioria dos alunos que nos ajudaram com opiniões respeitosas e sabendo tratar de maneira civilizada os imprevistos que surgem. Encerrando, agradecemos a Câmara Municipal e ao Prefeito por atender prontamente nosso pedido, entendendo e, como sempre, nos respeitando”, completa o post no Facebook.

Certamente, a reportagem dita ‘leviana’ apenas seguiu a ética de ouvir os dois lados, prefeitura e acadêmicos. Das associações não houve resposta ou pronunciamento oficial. “De pronto, contrários a nossa vontade, mas quedados pela necessidade, informamos que não há mais possibilidade financeira para manter o subsídio existente ao transporte universitário para outros municípios”, explicava o texto inicial em carta direcionada aos acadêmicos.

O texto publicado pelo jornal Gazeta Informativa, devidamente apurado com informações e esclarecimento pontuais e cordiais da secretaria de Educação, apenas cumpriu trabalho sério, ético e honesto. O lamentável é que existe realmente um clima político, bem complexo e muitos comentários descabidos são ventilados abertamente e sem responsabilidade jornalística ou profissional.

Contudo, essa não foi a linha da reportagem. Obviamente que ataques são absolutamente normais, pois expor as ideias é livre e democrático. Mas comentários precisam ser mais sensatos e informações de associações e entidades são públicas. O papel do jornal é, apenas, buscar a notícia e reportar ao povo, se eximindo ao máximo de impor ideologias, crendices ou partidarismos pessoais. Apesar de que todos somos seres com ideias e ideais!

Redação

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Prefeitura Municipal adquire material escolar para alunos em 2019
Projeto “Quebrando o Silêncio” realiza ação no Ceju
3ª reportagem da série “O Desabafo do Professor”