A professora e historiadora Hilda Jocele Digner Dalcomuni atua há quase uma década na Casa da Memória Padre Bauer, museu destinado à preservação do patrimônio e da história são-mateuenses. (Fotos: Éber Deina/Gazeta Informativa)

O município de São Mateus do Sul completou 112 anos na última segunda-feira (21). Ao longo de mais de um século de desenvolvimento, diversos sonhos e desejos foram concebidos no seio de nossa querida cidade, cuja história está vinculada a alguns ciclos econômicos, sendo o principal e mais perene deles, o cultivo da erva-mate.

Os ecos da navegação a vapor ainda ecoam pelas águas majestosas do Rio Iguaçu. A imigração eslava (principalmente polonesa), produziu o ingrediente final do processo que culminou com a emancipação de nossa cidade, no ano de 1908. Mulheres e homens que aqui se estabeleceram, abriram as primeiras estradas e ocuparam com muito amor este solo, viram aos poucos surgir e se tornar grandiosa a “Rainha do Iguaçu”. Erva-mate, navegação, poloneses e trabalho árduo foram os principais atores de uma história cheia de força e determinação.

Um olhar para o passado

A professora e historiadora Hilda Jocele Digner Dalcomuni, atua há cerca de uma década na Casa da Memória Padre Bauer, importante centro de preservação de nossas raízes. Ela comentou sobre o contexto de inspiração para a escrita de seu novo livro, intitulado “Um olhar para o passado: Fotografias antigas de São Mateus do Sul”. “Ao longo de uma década de envolvimento mais intenso com a história de nossa cidade, em função do meu trabalho na Casa da Memória, decidi concretizar este projeto, com recursos próprios, sem patrocínio e com total liberdade para escrever”, destacou ela.

A foto de capa, em preto e branco, tem o objetivo de chamar a atenção para o caráter histórico do livro, bem como enaltecer o papel puro da imagem enquanto instrumento da História.

Dentro dos próximos dias, serão determinados uma data e local adequado para a realização de um evento para autógrafos, bem como para os interessados sanarem questionamentos e curiosidades relativas ao livro.

Paixão pelas imagens

Hilda revelou um antigo fascínio pela utilização da imagem enquanto instrumento da história, que carrega consigo desde a graduação. “Em minha monografia, trabalhei a questão da imagem e iconografia na Revolução Francesa. Essa paixão sempre esteve muito presente na minha vida e, escrever este livro, foi uma oportunidade de unir 2 mundos que possuem uma relação intrínseca: as fotografias de nossa cidade e os fatos históricos por trás delas”, revelou a historiadora.

A história de nosso município é repleta de personagens, sendo realçada a importância do trabalho da mulher na primeira coluna presente no livro “Um olhar para o passado: Fotografias antigas de São Mateus do Sul”.

A fusão entre Jornalismo e História

Em janeiro de 2019, foi iniciada uma parceria de sucesso, entre Hilda e o Jornal Gazeta Informativa. Quinzenalmente, o leitor é brindado com um conteúdo relativo a alguma fotografia antiga de nossa cidade, em uma coluna que leva o nome que inspirou o livro, “Um olhar para o passado”. A professora e historiadora comentou sobre o estímulo decorrente do trabalho jornalístico. “A coluna na GI oportunizou a minha ideia de qualificar as informações sobre as imagens, através de fotografias antigas de nossa cidade. Pensando nisso, e olhando para o contexto de meu local de trabalho, decidi produzir o livro utilizando somente fotos do acervo da Casa da Memória Padre Bauer”, explicou ela.

De acordo com ela, a demanda foi observada devido ao vasto acervo da Casa da Memória (cerca de 3.000 fotos). “A Casa possui um conjunto de imagens que estão armazenadas e são manuseadas seguindo todos os cuidados para sua preservação. Meu objetivo com este livro, foi dar um passo a mais nesta questão, buscando informações sobre o contexto, autoria e a situação que envolveu a imagem selecionada”, evidenciou ela.

Uma história e muitos personagens

Dividido através do formato das colunas, o livro estará disponível para venda a partir da próxima segunda-feira (28). “Nossa história conta com muitas mulheres e homens de fibra e valor. A seleção dessas fotos foi uma coisa bastante natural e que foi surgindo cotidianamente, em função do meu trabalho com história local na Casa da Memória. Ao longo de tantos anos, nossa cidade é rica em exemplos de vitalidade e superação”, comentou a historiadora.

O livro “Um olhar para o passado: Fotografias antigas de São Mateus do Sul” foi construído através da utilização de imagens disponíveis no vasto acervo da Casa da Memória Padre Bauer.

A pandemia da Covid-19 impossibilitou um lançamento mais amplo. “ Essa situação vivida por todos nós, impediu um lançamento nos moldes tradicionais, com a presença de convidados. Em função da pandemia do coronavírus isto não será possível, mas nos próximos dias, deverá acontecer um momento para aqueles que desejarem autografar o livro e conversar comigo sobre as curiosidades relacionadas a ele, em local apropriado a ser definido e divulgado”, finalizou a historiadora.

Serviço

O livro “Um olhar para o passado: Fotografias antigas de São Mateus do Sul” é composto por imagens que fazem parte do acervo da Casa da Memória Padre Bauer. Tem o valor simbólico de R$ 25,00. Para os interessados, ele estará à venda a partir da próxima segunda-feira (28), na sede da Gazeta Informativa, que está localizada na Rua João Gabriel Martins, nº 1155 e também através do telefone da professora Hilda, (42) 98866 – 4108.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
A originalidade da arquitetura são-mateuense – Parte VIII
A irmandade em dose tripla
Após superar câncer, mulher realiza o sonho de engravidar