Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Projeto aproxima a população na preservação do Rio Taquaral

O projeto “Taquaral 10” conta com o apoio de empresas e entidades de São Mateus do Sul para juntos, preservarem o Rio Taquaral. O projeto foi dividido em 10 microbacias, e cada equipe se responsabiliza por uma área. (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

Qual é a sua primeira lembrança quando o assunto é a água? Mesmo sendo uma resposta bastante pessoal, o valor do recurso hídrico é responsável pela vida em todo o planeta, mantendo em equilíbrio todos os ecossistemas.

Lembrada muitas vezes quando o objetivo é saciar a sede, a água está presente em diversas ramificações de nossa vida. Seja na composição de produtos de beleza e até na água que vai diretamente para a panela na hora do cozimento dos alimentos, é de grande importância o entendimento de todas as pessoas sobre a dimensão do recurso natural.

Pensando em trazer para perto dos moradores de São Mateus do Sul esse conhecimento, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com empresas e instituições do município, lançou o projeto “Taquaral 10”, que visa a valorização e preservação do Rio que abastece a cidade.

A cerimônia de apresentação do Taquaral 10 aconteceu no dia 5 de junho, nas dependências do Centro da Juventude Laurival Kwiatkowski Mayer (Ceju), e reuniu dezenas de pessoas que conheceram o desenvolvimento do projeto.

A representatividade do Rio Taquaral foi manifestada para todos os líderes das entidades. A área da bacia do Rio totaliza 114,3 m³ e 181,3 km de extensão, possuindo uma vazão média de 2,08 m³/s, que possibilita o abastecimento para cerca de 29,7 mil pessoas. Os principais rios afluentes do Taquaral são: Rio Mirim, Arroio da Imbuiona, Rio do Meio, Rio do Espigão, entre outros.

Mas por que esse projeto foi elaborado? Entenda a iniciativa que partiu do Secretário de Meio Ambiente, Helio Toshio Sakurai. Em uma visita realizada nas proximidades do Rio há algum tempo, Sakurai percebeu a necessidade do cuidado com as matas ciliares do Taquaral. Pensando nesses quesitos, o Secretário elencou os principais pontos que precisavam ser levados em consideração para melhorar as águas que ali percorriam.

“Olhando a dimensão do Rio, via que sozinho levaria muito tempo para fazer algo efetivo. Então, eu e minha equipe dividimos a extensão do Rio em microbacias, totalizando 10. Por isso o nome ‘Taquaral 10’”, explica.

Para essas 10 microbacias, Helio resolveu convidar empresas e instituições de São Mateus do Sul para formarem equipes que colaborarão para a preservação do recurso natural, garantindo o envolvimento e a conscientização ambiental em cada um dos participantes.

Na data de apresentação do projeto foram feitos os sorteios das equipes responsáveis por cada uma das áreas, sendo: Equipe 1 – Colégio SEMA; Equipe 2 – Loja Maçônica Fraternidade Sãomateuense; Equipe 3 – Rotary Club São Mateus do Sul Xisto do Iguaçu e Rotary Club São Mateus do Sul; Equipe 4 – Baldo S.A; Equipe 5 – Grupo Escoteiro Paul Harris; Equipe 6 – CDL; Equipe 7 – ACIASMS; Equipe 8 – Colégio Estadual São Mateus; Equipe 9 – Microxisto e Equipe 10 – Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC).

As equipes contarão com o apoio direto da Prefeitura Municipal, da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) juntamente com a Japan Tabacco International (JTI) que darão apoio para todos os fumicultores da bacia do Rio Taquaral e seus confrontantes, e também passarão pela ajuda técnica do Engenheiro Florestal e diretor da Neofloresta, Ciro Duarte.

O engenheiro informa à equipe da Gazeta Informativa que ajudará as equipes nas etapas do Taquaral 10. Instigado sobre a importância do projeto para São Mateus do Sul, Duarte comenta que benefícios diretos poderão ser atingidos. “Como a melhoria na qualidade da água para o abastecimento da cidade, redução da erosão e assoreamento dos rios, diminuição de pragas nas lavouras e aumento da produtividade rural graças as melhorias no solo e maior polinização das lavouras”, comenta.

Além desses pontos, Ciro destaca que a restauração ajudará no controle de doenças urbanas, como a dengue, por conta do equilíbrio ecológico. “A recuperação das matas ciliares causa a redução de epidemias causadas pelos insetos”, diz.

Marcio Luis Staniszewski, Presidente da CDL de São Mateus do Sul e Ricardo do Valle, Presidente da CDL Jovem, destacam que o projeto é de suma importância para toda a comunidade. “Pois além do principal objetivo que é manter o Rio limpo e preservar a vegetação ao longo de toda a sua extensão, o projeto envolve toda a população”, destacam.

Representando a Associação Comercial Industrial e Agropecuária de São Mateus do Sul (ACIASMS), Fran Kurek dos Santos comenta que a equipe ficou bastante animada com o projeto. “Quando o Helio nos convidou para participar já começamos a imaginar mil coisas. Após nossos encontros tudo ficou mais esclarecido. É um projeto inovador e maravilhoso, pois com ele iremos em busca de qualidade de vida para nossa cidade”, comenta.

Os dois Rotarys se uniram e também trabalharão para a conscientização ambiental das pessoas em relação ao Rio Taquaral. Para Felipe Schneider, membro da comissão de meio ambiente do Rotary Club de São Mateus do Sul Xisto do Iguaçu, o projeto se diferencia por ter como alvo a recuperação e preservação de um recurso tão importante para o município. “Certamente este movimento deixará um legado ambiental e cultural para as futuras gerações, até porque este é um projeto pioneiro e ambicioso, que através da união da sociedade civil organizada, trará excelentes resultados”, afirma.

O Taquaral 10 passará pelas etapas de diagnóstico, planejamento, implantação, manutenção e monitoramento. As equipes terão até o dia 5 de junho de 2020 para apresentar resultados positivos em suas respectivas áreas, e as três melhores, receberão certificados.

As pessoas que se sentirem interessadas em colaborar com o projeto, podem entrar em contato com os representantes das equipes ou ir diretamente na Secretaria Municipal do Meio Ambiente, localizada na Rua Agenor Nascimento, 1020, Centro de São Mateus do Sul. Contato no telefone: (42) 3912-7114 ou 3912-7109.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: