Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Projeto do novo Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes é apresentado em Audiência Pública

Além de contar com a apresentação do projeto, a audiência teve apreciação dos detalhes técnicos e orçamentários, e a aprovação da comunidade presente. (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

No sábado (24/02), foi realizado no auditório do Centro da Juventude Laurival Kwiatkowski Mayer (CEJU), a audiência pública para a apreciação do projeto da construção da nova sede do Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes (HMDPF), oportunidade que contou com a presença do Chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, do Prefeito Municipal, Luiz Adyr Gonçalves Pereira e demais autoridades políticas e representativas estaduais, regionais e municipais.

O HMDPF foi fundado em 20 de janeiro de 1929 e atua no mesmo prédio há quase 50 anos, atendendo às clínicas cirúrgicas, médicas, obstétricas, pediátricas e ortopédicas. Em média e alta complexidade, o HMDPF é referência hospitalar no sudeste do Paraná para os municípios de São Mateus do Sul e Antonio Olinto, e abrange uma população de cerca de 53 mil habitantes.

Com o intuito de melhorar o atendimento aos pacientes e ampliar seus serviços, o HMDPF desenvolveu junto a empresa MEP Arquitetura e Planejamento, com sede na cidade de Londrina e atuação nacional, o projeto que foi apresentado na audiência pública e que conta com a construção das principais unidades hospitalares. A referida empresa é especializada na elaboração de projetos de Arquitetura e Engenharia na área de saúde, e é liderada pelos arquitetos Carlos Marchesi e Ana Carolina Potier.

“O projeto do novo HMDPF envolveu uma série de profissionais, que vão desde o levantamento do terreno, passando pela arquitetura e todos os projetos complementares de engenharia, orçamento e cronograma da obra. Foi um projeto bastante complexo, com prazo curto, como normalmente é na área de saúde, mas que a MEP teve a satisfação de realizar, em parceria com a diretoria e a equipe do hospital. Particularmente, quando estive em São Mateus do Sul, senti a união e a expectativa das pessoas em tornar o projeto realidade, e espero, que a obra se concretize e traga muitos benefícios para o município e região”, relata a arquiteta Ana Carolina.

O projeto contará com 52 leitos adultos; 10 leitos infantis de internação; 02 salas cirúrgicas; salas de exames como raios-X, tomografia, mamografia, ultrassonografia, além de 03 enfermarias PPP (Pré-Parto, Parto e Pós-Parto), e demais unidades de apoio técnico e logístico. O projeto já prevê a evolução e construção de novas etapas futuras como as construções do Pronto Atendimento (que por enquanto funcionará no prédio atual), Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulto, lavanderia e outros.

O terreno que mede 46.280,44 m², localizado na BR-476, encontra-se em local privilegiado também para o atendimento aos acidentes da rodovia e terá uma área a ser construída de 3.515,30 m², com acessos distintos para pacientes do serviço de diagnóstico por imagem, das internações e visitas, acesso administrativo e de funcionários e serviços, sendo 3.064,13 m² apenas de térreo.

Quanto aos documentos, supramencionados como vitais para a continuidade do processo da construção, a equipe da entidade afirmou que estão todos encaminhados: Secretaria de Obras da Prefeitura Municipal de São Mateus do Sul; Vigilância Sanitária da 7ª Regional de Saúde do Paraná; Instituto Ambiental do Paraná (IAP) – Licença Prévia; Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR); Companhia Paranaense de Energia (COPEL) e Corpo de Bombeiros (em processo final de aprovação).

A próxima etapa a ser vencida com o término das aprovações do projeto será celebrar um convênio com a Prefeitura Municipal que receberá os recursos e será a responsável pela execução da obra com a verba do governo do estado.

Vale destacar que existe um período para a tramitação dessa documentação, e depois 450 dias de obras, o momento da inauguração será possível. Conforme afirma Valdir Rossoni, “o ponta pé inicial para termos um grande e bom hospital moderno para o atendimento da região está dado, os recursos já estão disponibilizados. Venho trazer em nome do governador Beto Richa os recursos para a construção de um hospital e saliento de que o prefeito cumpriu o seu papel no desenvolvimento do projeto e fiquei satisfeito, pois isso facilitará a agilidade do início das obras”.

O prefeito Luiz Adyr garante que sempre manteve um bom relacionamento com o governo do estado para angariar recursos e um valor significativo como este faz-se necessário o apoio de muitas pessoas.

“A reunião foi uma etapa preparatória para que tão logo possa ser assinado o convênio que tem como objetivo da construção do novo hospital para São Mateus do Sul. Essa vem sendo uma busca incessante desde o ano passado quando a prefeitura repassou recursos para que o hospital pudesse fazer a contratação desse projeto e hoje, o mesmo está totalmente aprovado pelos órgãos que necessitam, dando condições para que alcancemos esse objetivo”, destaca.

De acordo com a planilha orçamentária da obra, o valor estipulado por metro quadrado dos 3.515,30 m² será de R$ 5.254,34/metro, totalizando uma perspectiva de investimento na casa de R$ 18.470.569,45, valor esse que é o máximo estabelecido, e poderá sofrer alterações no processo licitatório.

Esse valor de acordo com Valdir Rossoni, já está garantido pelo governo do estado, sendo que R$ 10 milhões serão depositados após a assinatura do convênio que está previsto para acontecer em breve. O restante já está garantido no orçamento do estado para o próximo ano.

“Se não tivéssemos tido visão de futuro contratando esse projeto, hoje nem estaríamos fazendo essa audiência pública”, enfatiza Luiz Adyr que completa, “para nós é muito importante e nos dá um otimismo muito grande, pois a população e lideranças aprovaram e concordaram com esse projeto”.

A audiência contou com a presença de dezenas de cidadãos e membros representativos da sociedade são-mateuense que aprovaram de forma unânime o projeto tão sonhado e esperado das novas instalações do HMDPF.

Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: