Trabalho é desenvolvido em parceria com alunos da Casa Familiar Rural, juntamente com o Projeto Ecos do Campo e o IDR-Paraná. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Portal RDX)

Alunos da Casa Familiar Rural estão desenvolvendo um projeto, que leva a construção do tratamento de esgoto agroecológico para moradores do interior de São Mateus do Sul.

O trabalho acontece em parceria com o Projeto Ecos do Campo, com apoio da Petrobras e Instituto de Desenvolvimento do Paraná (IDR-Paraná), e ao todo, serão 10 sistemas de fossa biológica instaladas nas comunidades de Dois Irmãos, Rio das Pedras e Paiol Grande.

ANÚNCIO

O representante do IDR-PR, Orlando Assis, diz que o sistema de esgoto tratado em áreas rurais ainda é considerado pequeno, já que representa cerca de 5% no Brasil.

“Esse trabalho ainda representa um pequeno número no país, mas estamos empenhados em desenvolver com a equipe do IDR-Paraná, Projeto Ecos do Campo e Casa Familiar Rural. Com o local bastante úmido, ele reproduz os banhados que temos na região, com sedimentos bastante favoráveis para a proliferação de micro organismos associados às plantas, fazendo um excelente tratamento”, explica.

Segundo Assis, o trabalho que tem sido realizado nesse projeto, não possui praticamente nenhum produto químico, já que é utilizado o bambu e o solo cimento.

“É um trabalho muito orgânico, usando em sua estrutura um solo com teor de argila, para dar coesão e impermeabilização, fazendo com que entre a água com carga poluidora gigante, e saindo com uma qualidade passiva para ser lançada ao meio ambiente sem riscos”, conclui.

Com informações de Edinei Cruz/Portal RDX

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Falta de sinalização em terceira faixa na BR-476 preocupa moradores e viajantes
Comunidade se mobiliza para ajudar no tratamento de homem com câncer
1ª Corrida de Rolimã é realizada em São Mateus do Sul