(Fotos: Felipe Ribacz e Hugo Lopes Júnior/Gazeta Informativa)

A Rua do Mathe, que inicialmente foi contestada por alguns, já virou um ponto atrativo em São Mateus do Sul, sendo incorporado pela população que faz uso daquele belo espaço. Infelizmente, por conta da pandemia, ainda não está sendo plenamente utilizado com diversas atrações. Um cartão postal que foi idealizado para ser um ponto de encontro e um grande atrativo, reverenciando a nossa erva-mate, é admirado por todos que passam pela nossa BR-476 e serve de portal de entrada de nossa cidade. Agora, quem passa por ali, sabe exatamente onde está.

Uma bela estrutura e um espaço muito agradável, formando uma belíssima praça, que em breve, contará com diversos eventos para todos. Além de tudo que essa grande ideia e projeto tem a oferecer para São Mateus do Sul, ela também guardará na memória de todos não apenas um nome, mas a alegria de uma pessoa que sempre foi muito querida para todos que tiveram o privilégio de conhecê-la, pois passará a se chamar Rua do Mathe Padre Silvano Surmacz, em uma feliz proposta do vereador Jorge Manfroni e assinada por todos os vereadores. Na ocasião da proposta, Manfroni comentou: “é uma singela homenagem a um ser humano que foi formidável. Ele era intelectual e sábio, mas humilde, solícito e atencioso. Sua compaixão era externada na maneira carinhosa com que ele tratava a todos, de forma igualitária”.

O Projeto de Lei nº 007/2021, que nomeia a Rua do Mathe como “Rua do Mathe Pe. Silvano Surmacz”, foi aprovado em segunda votação, na 10ª Sessão da Câmara de Vereadores, realizada na terça-feira (20). Silvano foi um dos principais incentivadores da fé em São Mateus do Sul e faleceu no dia 24 de março, vítima da covid-19.

Segundo a justificativa do projeto, “em São Mateus do Sul [Pe. Silvano] criou um cronograma de trabalho de acolhida das comunidades, reformou a estrutura física da Paróquia e valorizou os trabalhos das Pastorais: Pastoral da Juventude, Pastoral da Criança e Pastoral da Pessoa Idosa. Trabalhou pela valorização da dignidade humana, defendendo o direto à vida digna para todos. Soube conviver com as diferenças, com espírito ecumênico de relevância, defendendo as manifestações e a pluralidade das religiões”.

Padre Silvano faria 55 anos nesta semana que passou, dia 19 de abril, e foi muito lembrado nas redes sociais pelos seus amigos. Ele permanece vivo no coração de todos que o conheceram. Cada um, à sua maneira, comemorou esse diferente aniversário, desse amigo de todos. Uma alma iluminada que não fica apenas na lembrança de quem o conheceu, mas está gravado na vida de cada um que tem uma bela história para contar a respeito dele, seja um conselho, uma brincadeira, uma risada ou um momento ímpar.

A seguir, um depoimento que ilustra bem o motivo essa homenagem ao Padre Silvano, dando seu nome a Rua do Mathe:

“Ainda parece mentira! Foi uma grande honra ter você como nosso amigo.

Temos boas lembranças que nos fazem lembrar de você com muita alegria (marca registrada). Temos também muitos ensinamentos, tinha um jeitão irreverente, que evangelizava no meio de festas e brincadeiras. Aprendemos muito, sobre Deus, oração e perdão. Fomos testemunhas de gestos muito nobres.

Pudemos conhecer e conviver com alguém que amava viver e que aproveitava cada segundo. E, assim, também ensinava sobre o viver.

As pessoas dizem: depois que morre vira santo. Tinha defeitos, sim. Tão grandes como os nossos. Mas aprendemos, com ele, a gostar das pessoas com os defeitos mesmo.

Não vamos ousar dizer: descanse em paz. Não combina com teu perfil sem sossego, mas dizemos: Padre Silvano, seja feliz, na paz, para sempre!” – Johanes Lange.

Hugo Lopes Júnior
Últimos posts por Hugo Lopes Júnior (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Reunião sobre fechamento do comércio são-mateuense é realizada e decreto deve ser lançado ainda hoje
Adesão do REFIS é prorrogado para o dia 15 de dezembro
Prefeitura Municipal executa obras na Vila Palmeirinha