O município de São Mateus do Sul, cidade de cerca de 47 mil habitantes, com base na agricultura familiar, nos últimos meses vivenciou inúmeras articulações da iniciativa “Agroecologia nos Municípios”, desenvolvida pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA). Com atuação e mobilização do Laboratório de Mecanização Agrícola da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Lama/UEPG), foram realizadas reuniões com a prefeita Fernanda Sardanha, que abraçou a iniciativa, além de interlocução efetiva com a Secretaria Municipal da Agricultura e parlamentares do município.

Também foram realizados encontros nas comunidades e com representantes de organizações com histórico de lutas na região para colher impressões, demandas e apontamentos para a construção coletiva de um projeto de fortalecimento da agroecologia. E o projeto já tem nome: São Mateus do Sul Agroecológico. Até o momento, participaram dos encontros agricultoras e agricultores agroecológicos, equipe da Cooperativa de Famílias de Agricultores Ecológicos (COFAECO), Casa Familiar Rural, Coletivo de Mulheres e diversos agentes sociais. A construção também conta com o IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – IAPAR – EMATER), além do acúmulo do debate feito pelo Conselho Municipal de Segurança Alimentar (COMSEA).

São agentes históricos no município que trazem a necessidade urgente do fortalecimento da produção de alimentos saudáveis. A proposta de incidência sobre as políticas públicas da iniciativa “Agroecologia nos Municípios”, da ANA, considera todos estes elementos que acumulam forças e potência ao longo do tempo.

Os primeiros encaminhamentos já estão em andamento, com tratativas de implementação de uma feira agroecológica, de um vale feira para aquisição de produtos agroecológicos a ser criado e distribuído para famílias cadastradas no CRAS, ênfase no fortalecimento dos produtos da agroecologia, tanto no Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA) estadual, como no municipal, além da criação e efetivação no calendário do município da Semana da Agroecologia.

O diálogo com a população urbana sobre a importância da alimentação saudável, da produção agroecológica e da valorização das agricultoras e agricultores que trabalham com a agroecologia também está na pauta. A proposta é elaborar materiais de comunicação que promovam o debate da agroecologia entre campo e cidade. Importante destacar também que, a partir dos primeiros encaminhamentos, foi aprovado convênio entre a Prefeitura de São Mateus do Sul e o Laboratório de Mecanização Agrícola da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Lama/UEPG), para ampliar ainda mais a assistência técnica no fortalecimento da agroecologia no município. Outra repercussão da iniciativa na região de São Mateus do Sul foi o interesse de outros municípios em conhecer o processo que está em construção.

“Agroecologia nos Municípios” é uma iniciativa da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) que tem como o objetivo promover, apoiar e sistematizar processos de mobilização e incidência política no nível municipal, visando a criação e aprimoramento de políticas públicas, programas, projetos, leis e experiências municipais importantes de apoio à agricultura familiar e à segurança alimentar e nutricional e que fortalecem a agroecologia.

Por PMSMS

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Feira Livre do Produtor de São Mateus do Sul completa 30 anos
Patrocínio da Petrobras ajuda na instrução de jovens produtores rurais e suas famílias
Projeto leva verduras, frutas e legumes orgânicos à mesa dos são-mateuenses e colabora com a renda de agricultores