Artigo de Opinião

Quanto a sua vida muda em uma semana?

Escrever sobre alguém que está presente fisicamente entre nós é uma responsabilidade e tanto. Contar histórias e relatar sobre o caminho traçado por uma pessoa é um dos trabalhos de um repórter, e consequentemente junto dessa oportunidade, você acaba fazendo parte de um momento importantíssimo da vida dessa pessoa.

Na segunda-feira da semana passada, dia 23 de abril, fui convidada por Luciana Gomes Westphalen para conhecer pessoalmente aquela menina que eu tanto havia escutado falar: a Mary. Confesso que no começo senti receio e fiquei um pouquinho nervosa pois não fazia ideia de como eu seria recebida por aquela família que estava passando por um momento tão forte de união e esperança.

Para quem não sabe, Luciana é uma das principais apoiadoras da família da Mary, e ela foi a responsável por repassar as informações e me nortear na matéria especial que esteve presente na página 4 da edição impressa da semana passada e que contou um pouquinho sobre a vida da jovem com o câncer.

Chegando na casa da Mary, fomos recepcionadas pela surpresa e felicidade da Dani, mãe daquela menina que transmitia uma força incrível. Mesmo estando impossibilitada de falar por conta do tratamento, seus gestos e seu olhar me disseram tudo, e me deram a certeza de como eu deveria abordar a matéria sobre sua vida.

Quando estávamos nos despedindo, fui até a Mary, e mesmo estando fraca, pude sentir a força que irradiava de seu coração em um abraço apertado e cheio de sentimentos.

Nunca que eu iria imaginar que essa situação mudaria em apenas 7 dias. Após complicações de saúde, Mary voltou a ser internada no hospital Angelina Caron, e a partir daí o sufoco e a união tomou conta do coração das pessoas que a conheciam e também daquelas que apenas ouviram falar sobre sua trajetória.

Queria muito terminar esse texto falando que a Mary saiu dessa e agora ela está se recuperando. Queria poder ter a oportunidade de escutar a sua voz e saber o que ela achou da matéria que escrevi sobre sua brilhante trajetória e luta. Queria ajudar e colaborar com a sua festa de 15 anos que estava sendo planejada com todo carinho por tantas fadas madrinhas.

Mas em apenas uma semana fomos pegos de surpresa e infelizmente a Mary não está mais presente fisicamente entre nós. Pude sentir como ela era amada por tantas pessoas, e principalmente, pude comprovar que todas as palavras positivas que escutei sobre ela eram verdadeiras.

Descanse em paz Mary! A sua partida mexeu muito comigo e com tantas pessoas que admiraram sua força. Você foi uma verdadeira guerreira!

Luto

Mary estava internada no Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba e seu falecimento foi confirmado na manhã de segunda-feira (30/04). O velório aconteceu no Salão Paroquial da Igreja Matriz e o sepultamento no cemitério de São Miguel da Roseira, no interior de São Mateus do Sul.

A equipe da Gazeta Informativa presta as sinceras condolências aos familiares e amigos. Na verdade, pouco ou nada pode ser dito ou feito em um momento como este, que seja capaz de minimizar tanta dor. Aceitem o nosso apoio, o nosso carinho e total disponibilidade. Saibam que o nosso coração lamenta, e nosso pensamento está com vocês e com quem partiu deste mundo, mas que para sempre será recordado com saudade.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Texto para o futuro
De “sem partido” isso não tem nada
A música vista