Membros presentes na reunião de formação da nova diretoria da Fundação Cultural.
(Foto: Hugo Lopes Júnior/Gazeta Informativa)

Aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 30 de setembro, a eleição da nova diretoria da Fundação Cultural de São Mateus do Sul, nas dependências da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, o antigo Colégio das Irmãs.

A entidade correu o risco de ser extinta, visto que a falta de autonomia acabava por impedir as iniciativas que os dirigentes propunham e com o advento da pandemia, a cultura foi um dos setores mais afetados.

Com vários anos de existência, apesar das dificuldades de gerenciamento, muita experiência e conhecimento foram adquiridos e seria uma perda lastimável a sua extinção. Por iniciativa da diretora de Cultura, Mônica Zampier, e da diretora da Casa da Memória, Hilda Digner, foram reunidas pessoas ligadas direta ou indiretamente com a cultura para a formação de uma nova diretoria, a fim de dar prosseguimento a Fundação Cultural e realizar diversos trabalhos que a gestão do atual Executivo pretende na área cultural para nossa cidade.

Crisanto Cavalcante, um dos membros da nova diretoria, comentou da importância que a Fundação Cultural tem em outras cidades, chegando inclusive a estar trabalhando paralelamente com o poder executivo e sendo responsável por praticamente todos os eventos culturais dessas localidades. Colocou que a Fundação Cultural deve ser uma guardiã e cuidadora da cultura da cidade.

O Sr. Írio Janoski comentou ter participado da primeira reunião para a criação da Fundação Cultural, mas que se sentiu desmotivado pela falta de atuação da Fundação em diversos eventos que passaram por nossa cidade, por conta de não terem acesso a nenhuma verba e não poderem realizar praticamente nada. Com sua experiência no setor cultural, deu a opinião de que a Fundação Cultural para efetivamente funcionar e ter resultados precisa de autonomia para gerenciar recursos e executar os projetos selecionados. Comentou que a Fundação Cultural do Estado se dispôs a vir à nossa cidade prestar assessoria, mas nunca efetivou esse convite por falta de autonomia. Recursos, quando eram conquistados, ficavam atrelados à Prefeitura Municipal, e não com a Fundação.

Dentro da nova diretoria formada estão participando representantes dos CTGs, do público da dança, dos Rotary Clubes, dos Amantes da Leitura e membros remanescentes da antiga diretoria, com conhecimento dos atrativos culturais e turísticos de São Mateus do Sul. Tendo assim na nova diretoria várias áreas abrangidas e entidades variadas para atuarem em conjunto pela cultura de nosso município.

Nessa reunião de formação da diretoria, já houve a conversa inicial estabelecendo os primeiros passos a serem tomados, que será a revisão do estatuto, a elaboração de um regimento interno, estabelecimento de um fundo cultural e propor a lei de incentivo à cultura no município. Assim, a Fundação Cultural já inicia com trabalhos objetivos, com a ideia de promover uma grande transformação na cultura de São Mateus do Sul, aproveitando os diversos potenciais, fazendo despertar o interesse pelos eventos a serem realizados e promovidas aqui.

Na última reunião da Fundação Cultural, anterior a esta que elegeu a nova diretoria, ficou estabelecido em ata que o Sr. José Carlos Janoski passará a ser Presidente Emérito da Fundação Cultural por todos os trabalhos desenvolvidos pela cultura em nossa cidade, principalmente como um dos guardiões da cultura polonesa de São Mateus do Sul e do Paraná.

NOVA DIRETORIA

Presidente: Fernanda Sardanha.
Vice-presidente: Liliane Santana e suplente Mônica Zampier.
Diretor Presidente do Conselho Deliberativo: Evaldo Drabeski.
Vice-presidente do Conselho Deliberativo: Felipe Schneider.
Diretora de Cultura: Giomara Kavilhuka.
Vice-diretor de Cultura: Gelson Ferreira .

Conselheiros:

Írio Janoski, suplente: Vinicius Lacerda do Nascimento.
Crisanto Cavalcanti, suplente: Ozilda Drabeski.
Silvana Bernardi, suplente: Hugo Lopes Júnior.
Administrador Financeiro: Basileu Martine.

Observação: A diretoria tem dois anos de mandato e os cargos de presidente e de vice-presidente pertencem a prefeita e a secretária de Educação e Cultura, respectivamente.

Hugo Lopes Júnior
Últimos posts por Hugo Lopes Júnior (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
6ª e última reportagem da série “O Desabafo do Professor”
Viagem para santuário dos lobos intensifica experiências profissionais de psicóloga
Estudantes de técnico em química visitam fábrica da Coca-Cola