(Fotos: Divulgação)

Neste mês de abril são 31 anos na Frequência Modulada (FM) de São Mateus do Sul. Com a expansão do sinal feita em 2017, a rádio mudou para 97,5 e 20.000 watts. Em breve, com novas antenas em operação e liberação do Ministério das Comunicações, a potência se multiplica por 3,5 vezes e ficará em 70.000 watts. A direção também busca maior proximidade com os seus ouvintes.

O atrativo central da promoção de aniversário são R$ 2 mil em dinheiro. Para concorrer, o ouvinte precisa estar conectado na emissora e nas redes sociais. Também é necessário curtir, marcar amigos e compartilhar a fanpage da Cultura Sul no Facebook, além de curtir e marcar dois amigos na página do Instagram. Para concluir, é necessário se cadastrar no site: culturasulfm.com.br/promocoes/ e enviar mensagem no WhatsApp (42) 98804-2851 com a #CulturaSulClasseA.

Essas são as regras a serem cumpridas para participar do sorteio programado para o último dia do mês, 30 de abril. “Buscamos essa melhor relação de proximidade com as pessoas. Isso tem sido o foco do nosso trabalho e queremos ampliar ainda mais, prestando o serviço de entretenimento de qualidade, divulgando as publicidades das empresas e informando bem a nossa região”, destaca a diretora Élica Bacil Barbisan.

Unidade móvel permite a transmissão de sinal diretamente de um evento na região.

Estrutura física e tecnológica visam maior proximidade com os ouvintes.

Equipe de trabalho busca levar entretenimento, informações e fortalece parcerias comerciais.

Em tempos de pandemia, a equipe tem buscado seguir todos os protocolos de saúde para evitar a transmissão do Coronavírus, sem deixar de lado a sua missão de levar informações, prestação de serviços e uma programação variada. “Temos avaliado constantemente o interesse dos nossos ouvintes e organizado a programação para atender os mais variados gostos musicais e de entretenimento”, acrescenta a diretora.

Novas instalações e transmissores

Com 70.000 watts, a perspectiva técnica é de melhorar o sinal em toda a região. Para instalar os novos transmissores, a emissora necessitou de novas antenas. Esses equipamentos já foram instalados e vem passando por ajustes pontuais na torre com mais de 140 metros de altura, posicionada entre os municípios de São Mateus do Sul e São João do Triunfo, num dos pontos mais altos da região.

Ficando 3,5 vezes mais potente, quando houver a efetivação da colocação do novo transmissor em operação, a expectativa é de melhorar a recepção em rádios, veículos e celulares em toda a região. Desde 2017, quando passou a operar com 20.000 watts, a Cultura Sul FM atinge cidades como União da Vitória, numa distância de mais de 80 quilômetros desde a sua torre de transmissão.

Antena com 140 metros e equipamentos de ponta fazem da Cultura Sul uma das mais potentes do Paraná.

Saudoso Olisses Bacil deixou seu legado nos microfones e administração da emissora.

Ex-diretor Emerson Bacil com o saudoso Olisses. Proximidade e respeito com os ouvintes.

Apesar da potência triplicada, não se espera ampliar a abrangência do sinal, apesar de que isso pode ocorrer. O objetivo é qualificar esse sinal nas mais de 40 cidades que recebem as ondas da emissora – na região sul do Paraná e Norte Catarinense. A alteração também muda o status de A3 para A1, ficando entre as rádios mais potentes de todo o Paraná. Vale lembrar que é mantida a frequência em 97,5 FM no dial dos aparelhos.

Desde o ano passado, ao completar 30 anos, a rádio conta com um estúdio móvel e novas estruturas de espaço físico no prédio da emissora. “Melhoramos as instalações, colocamos equipamentos de ponta e fortalecemos nossas parcerias com os clientes e ouvintes”, relata Élica Bacil Barbisan. Os investimentos são, de acordo com a diretora, para valorizar as pessoas, colaboradores e parceiros.

O veículo com identificação da emissora e marca da Rádio Cultura Sul pode se deslocar até determinado evento e transmitir diretamente para o estúdio central ou demais plataformas de áudio. Com a pandemia da Covid-19, a utilização ficou restrita em respeito às determinações sanitárias. “Temos o objetivo de estar em festas regionais e ações de cunho social, mas apenas quando esta situação melhorar”, detalha Élica.

Marca registrada

A postura social da empresa tem a origem em Olisses Bacil. O legado permanece, três anos após seu falecimento – completados em 10 de abril. Por mais de 30 anos, ele fez a distribuição de brinquedos por um Papai Noel que percorria o município de São João do Triunfo, em iniciativa própria. Com a emissora, quando da aquisição junto das famílias de Argos Fayad e Zeca Machiavelli, esta e outra promoções foram fortalecidas.

Emerson Bacil, Argos Fayad, Zeca Machiavelli e Olisses Bacil em evento da emissora.

Assim, a rádio se posicionou neste espaço, ficando ainda mais perto do povo e promovendo diversas campanhas de arrecadação e doação de brinquedos, alimentos, agasalhos e colaborando com demais iniciativas coletivas. Se estendendo aos eventos de aniversário de dois em dois anos com grande número de artistas, houve suspensão no de 30 anos, completados em 2020, em razão da pandemia do Coronavírus.

No campo de tecnologia, a emissora conta com o sistema informatizado e auditoria de comerciais que fomenta maior credibilidade aos anunciantes. Processamento digital com novos e modernos transmissores, em operação nos próximos dias. Élica divide estas ações de modernização com o irmão e ex-diretor, Emerson Bacil, agora deputado estadual com mandato no Estado do Paraná.

A emissora promove festas de aniversário de 2 em 2 anos. A de 2020 foi cancelada, devido a pandemia.

O trabalho de Emerson foi anterior ao período em que Élica assumiu a direção, em 2019, e ele investiu para modernizar equipamentos e estruturas. A nova torre na região da Água Branca e o idealismo de ser uma emissora abrangente, que leve o nome de São Mateus do Sul para muitos municípios da região, foram puxados pelo ex-diretor. Isso fomenta o respaldo aos anunciantes para divulgação de produtos e serviços.

Expansão e credibilidade

O sistema moderno, auditoria nos comerciais, processamento digital com transmissores modernos e um sistema integrado e informatizado, aproxima a emissora do ouvinte e amplia este contato pelas redes socias. “Nosso maior patrimônio é o público. Por isso, buscamos tratar com muito respeito e atenção. O objetivo é justamente fazer uma rádio que o povo quer”, reforça a diretora.

A mudança de potência, com 70.000 watts, coloca a Cultura Sul FM como uma das rádios mais potentes do Paraná. Somado a um trabalho de multiplataformas, com informações e entretenimento, via as ondas do rádio e nas redes sociais. Para Élica Bacil Barbisan, o que destaca a emissora é a fidelidade com os ouvintes, que fortalece a divulgação comercial e permite a geração de conteúdos com maior qualidade.

Equipe: levando a alegria e informação pelo rádio (e plataformas) e fortalecendo as parcerias comerciais.

“A Rádio Cultura se destaca, no seu meio, graças aos seus ouvintes fiéis, aos seus parceiros comerciais e, é claro, aos seus colaboradores. Fazem com que a Rádio Cultura Sul seja uma das maiores do Estado do Paraná, tanto em potência quanto em estrutura moderna e eficiente”, frisa a diretora. “O amigo para todas as horas. Quem ouve, se apaixona, assim como todos que trabalham na emissora. Viva o rádio que jamais deixará de ser inovador”, conclui a diretora.

Por equipe da Rádio Cultura Sul FM

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Primeiro “Chima Truck” do Brasil é inaugurado em São Mateus do Sul, pela Ervateira Baronesa
Espaço Mundo Mágico é inaugurado em São Mateus do Sul
Escola CDI oferece descontos de até 55% nas mensalidades de cursos no “Black Friday”