Cidade

Resgate de animal abandonado é efetuado pelo Corpo de Bombeiros em São Mateus do Sul

Momento do resgate do animal, efetuado pelo Corpo de Bombeiros de São Mateus do Sul. A mobilização aconteceu na tarde de quarta-feira (8), encerrando apenas na quinta-feira (9), e nos alerta para os maus tratos de animais. (Foto: Priscilla Rocha)

Tudo começou quando Evanieli Miller Pacheco, de 22 anos, foi alertada pela sua vizinha do barulho que estava ecoando de dentro do bueiro próximo de sua casa. Moradora da Vila Pinheirinho em São Mateus do Sul, o miado do filhote de gato à preocupou. “Logo que ela me mandou a mensagem fui ver e ele estava lá. Quando eu o chamei, o animal entrou para dentro do bueiro com medo. Tentei colocar meu braço para ver se alcançava, mas era muito fundo”, comenta Evanieli, que ainda ressalta que tentou abrir a tampa do bueiro com as próprias mãos, mas sem êxito.

Apreensiva com o estado de saúde do bichinho, a são-mateuense resolve expressar a preocupação em sua rede social pessoal, pedindo ajuda com ideias para solucionar o quanto antes o problema. “Muitas pessoas comentaram me dando ideias perguntando onde era o local”, diz. Até que Priscilla Rocha e o seu marido Valdenilson Rosa, resolvem ir até a rua de Evanieli para juntos, tentarem solucionar o problema.

Mobilizados com a situação, os três resolvem abrir o bueiro da frente pois possuía maior facilidade, e dessa maneira começaram as tentativas para resgatar o bichinho abandonado, com a filha do casal buscando encontrar o animal de dentro do próprio bueiro, atraindo assim, mais pessoas interessadas em ajudar.

Ficando até às 11 horas da noite, tentando efetuar o resgate, “no outro dia de manhã muitas pessoas estavam perguntando se havíamos conseguido tirar ele, e nos incentivaram para chamarmos os bombeiros”, conta Evanieli, que lembra que ficaram apreensivos pois pensaram que os bombeiros não viriam.

Como o incentivo era grande e as tentativas de escapatória do animal assustado também estavam na mesma proporção, o pessoal envolvido resolveu chamar os bombeiros, que em poucos minutos chegaram e fizeram de maneira estratégica uma armadilha para resgatar o animal. “Eles nos orientaram no que deveria ser feito, cada um foi para sua casa e minha mãe ficou de olho para observar se ele iria comer na armadilha, e foi isso que aconteceu”, ressalta Evanieli.

Dessa maneira, na tarde de quinta-feira (7), por volta das três da tarde, o Corpo de Bombeiros de São Mateus do Sul resgatou o pequeno animal, que estava assustado e bastante debilitado. Acompanhando o caso nas redes sociais e também no local, William Mendes foi o responsável por adotar Floki (nome carinhoso que o gato recebeu, junto do carinho e cuidados que a adoção lhe proporcionará).

Há o que tudo indica, o animal foi abandonado por uma moradora da rua que possui problemas mentais, que através de momentos ofensivos durante o resgate do animal acabou admitindo o feito. “Temos muitos problemas aqui em São Mateus do Sul na relação de abandono e maus tratos. Eu particularmente tenho problemas com vizinho que estoura bombas para assustar os animais. Sei de histórias de cachorro que foi queimado com água quente e envenenamentos, sem falar dos cavalos magros que são encontrados em muitas vilas. Enquanto uma pessoa não for devidamente responsabilizada por essas questões, isso infelizmente não irá mudar”, encerra William.

Esse é Floki, que foi resgatado. (Foto: Acervo Pessoal)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Conselho dos Direitos da Mulher de São Mateus do Sul terá seu primeiro encontro no sábado (24)
Prefeitura tramita novo processo para contratar empresa de coleta de lixo
Demonstre o seu amor na Gazeta Informativa