Odontologia e Saúde Bucal - Valéria Kruchelski Huk

Restauração em amálgama: você com certeza conhece

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

Esta semana trouxe um assunto muito popular, porém, pouco conhecido: as restaurações em amálgama. O nome “amálgama” pode parecer um pouco estranho, mas acredite, trata-se daquelas obturações escurinhas dos dentes. Isso mesmo, aquela massinha escura com cor de prata é o que chamamos de restaurações em amálgama.

A restauração, de uma maneira simplificada, nada mais é do que restabelecer a forma e a função de um dente que perdeu sua estrutura, seja devido a uma lesão de cárie, ou a um trauma (quando quebramos o dente). Esse restabelecimento da forma e função do dente é conseguido com o auxílio de alguns materiais que chamamos de materiais restauradores.

Atualmente no mercado odontológico existem inúmeros tipos de materiais restauradores que foram desenvolvidos para se aproximarem ao máximo da composição do dente, e é claro, da cor do dente para que as restaurações ficassem mais discretas. Nesse artigo vamos falar de um desses materiais restauradores: o amálgama.

A restauração dental com amálgama teve início em 1826 e desde essa data vários pesquisadores estudaram e modificaram esse material para que ele fosse adquirindo sempre uma melhor qualidade, devido a isso ainda hoje ele é usado por alguns dentistas.

Podemos dizer que as restaurações em amálgama são resistentes, muitas delas duram vários anos e não quebram, além disso, são relativamente baratas. O ponto negativo é com relação à estética, ou seja, sua aparência mais escurecida não agrada todas as pessoas; outro ponto negativo é o fato desse material não poder ser usado em dentes anteriores (da frente) devido ao mesmo motivo, sua cor.

O amálgama é um excelente material restaurador e embora algumas pessoas atualmente queiram substituir por um material restaurador mais “bonito” é importante saber que sua troca nem sempre é indicada. A troca de uma restauração em amálgama está indicada em casos de infiltração por cárie, fratura, ou inadequação do material. Seu dentista saberá dizer se sua restauração está adequada ou não.

Se você tem uma dessas obturações de cor prata em seu dente você já sabe, é uma restauração em amálgama. Cuide bem dela, visite regularmente seu dentista.

Uma ótima semana a todos!

Últimos posts por Valéria Kruchelski Huk (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Autoexame de Câncer Bucal: Você conhece?
Use Fio Dental
Ano novo, sorrisos novos