Estrada de chão esburacada afeta moradores e trânsito de veículos. A Rua Antônio Bizinelli é uma das ligações entre a BR-476
e a Vila Americana. (Fotos: Alexandre Douvan/Gazeta Informativa)

A Rua Antônio Bizinelli, de sua ligação com a BR-476 até o trecho asfaltado, apresenta-se em mau estado de trânsito, com grandes buracos por todo o trajeto. As chuvas criam valetas na estrada de chão, o que torna ainda mais difícil o trânsito na região.

“Quando tem sol, o que incomoda é a poeira que levanta quando passa algum carro. Quando chove, tem barro”, descreve a moradora Antônia Przyvitovski. Antônia mora na região desde 1983 e nesses 47 anos não lembra de alguma vez ter sido iniciado algum projeto de revitalização ou pavimentação do trecho. Pensa que o asfaltamento venha após a inauguração do novo hospital do município, a menos de um quilômetro dali, pois entende que o trecho ficaria mais movimentado.

Na mesma rua mora Lídia Lara. Ela aponta que o asfaltamento seria muito positivo para a comunidade, mas que não espera que isso esteja perto de acontecer, pois os candidatos “só prometem na época da política e depois esquecem”.

Antônia Przyvitovski é moradora da região desde 1983 e conta que em dias de sol há muita poeira e quando chove o problema é o barro.

Antônia descreve que por vezes molha a rua com a água de enxágue da máquina de lavar roupas com o intuito de diminuir a poeira na frente de casa, mas que em dias de sol forte de pouco adianta. A água é uma aliada para abaixar a poeira nos dias de sol, mas não quando chove forte. Por conta das valetas de escoamento da água da chuva já terem se enchido de terra – ou inexistirem em alguns pontos – quando chove forte a água barrenta corre para dentro do pátio das casas.

O Secretário de Obras de São Mateus do Sul, Marcelo Jacopetti, foi procurado pela reportagem e informou que atualmente não há qualquer projeto de pavimentação do trecho nem há previsão para que haja algum projeto.

Obras de pavimentação pela cidade

Em entrevista, Jacopetti aponta que entre 2018 e 2019 foram realizadas obras em 98 trechos de rua em São Mateus do Sul. Atualmente há algumas obras em andamento e outras em processo de licitação com início das atividades ainda a ser alocado no calendário. As obras ficam na região central do município.

Atualmente a meta da Secretaria de Obras é concluir os projetos atuais para somente depois visar os próximos. A rua Paulino Vaz da Silva – atrás do Salão Paroquial da Igreja Matriz São Mateus – e o prolongamento da rua João Bettega estão entre os projetos. O Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) da Caixa Econômica Federal e recursos estaduais são utilizados para a realização das obras.

Atualmente está em curso processo para licitação da pavimentação da rua Guilherme Kantor no trecho entre a BR e a Ulisses Faria, que atualmente é de paralelepípedos e se encontra em desnivelada. Também são projetadas obras para o Jardim Dona Ermínia, mas nenhuma dessas tem previsão de início por enquanto. Jacopetti também aponta que neste ano, por haver pleito eleitoral, há algumas limitações para a realização de licitações nos três meses que antecedem as eleições, em outubro, o que limita o número de projetos.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Rotary Club São Mateus do Sul inicia Campanha do Agasalho 2019
Operação da Polícia Federal causa repercussão em São Mateus do Sul
Lei que proíbe a soltura de fogos de artifício está em vigor em São Mateus do Sul