Cidade

Sacola ecológica com a cara de São Mateus do Sul

As sacolas são personalizadas com imagens dos principais pontos turísticos de São Mateus do Sul e possuem mensagens de sensibilização. (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de São Mateus do Sul, lançou a seus associados no final do ano passado uma alternativa de personalização e otimização para o comércio local, e agora lança o produto a todas as empresas da região.

A CDL vem com a ideia de valorização das pessoas com o comércio local, para mostrarem que possuem orgulho de comprar aqui e levar para casa um produto são-mateuense, comprado em nossa cidade. São lojas de diversos ramos, supermercados com variedade de produtos, além de inúmeras empresas com diferentes demandas.

O conceito é, “eu faço minha cidade crescer, sou são-mateuense e compro aqui”, essa é a mensagem que está junto a sacola que também contempla alguns pontos turísticos da cidade como a Cuia, o Chimarródromo, o Vapor Pery, a Igreja Matriz São Mateus e o portal de entrada do Parque Municipal de Exposições.

Cada sacola possui também as seguintes frases: “empresas de São Mateus do Sul geram empregos e pagam impostos que são investidos em infraestrutura e qualidade de vida para a população”, e, “campanha de conscientização do uso de sacolas ecológicas e prestígio ao comércio local”.

“Se a pessoa pegar a sacola e ler, já irá parar para pensar, além do fato de mostrar o quanto tem orgulho de ser são-mateuense, de valorizar o que é daqui”, afirma Renata Santana, publicitária responsável pela criação de design da sacola.

Medindo 45 cm de altura x 32 cm de cumprimento, e 12 cm de largura, adequando-se a um tamanho para lojas de roupa, de calçados e demais, ela é elaborada em papel reciclado e de baixo custo, além de ser resistente.

A sacola é ecológica, desenvolvida de papel kraft, um dos mais resistentes e usados na indústria. Sua versatilidade permite que ele seja aplicado na fabricação de envelopes, sacolas, caixas, entre outros artigos. Ele é o resultado da mistura de diversos tipos de fibras de celulose que são encontradas na polpa de madeiras consideradas macias.

Justamente por conter toda essa mistura de fibras que ele se torna resistente, ao mesmo tempo em que apresenta maciez e flexibilidade.

Foram feitas 3 mil sacolas com valores acessíveis aos comerciantes e disponíveis desde o mês de dezembro para algumas empresas que já aderiram a ideia e fazem o material circular no comércio municipal. A campanha de divulgação até então foi limitada aos associados, mas a CDL pretende a partir de agora apresentar o produto a todo o comércio local. O custo de cada unidade é de R$ 1,60 com pedido mínimo de 50 unidades para os associados da CDL, e R$ 1,90 para não associados.

“A sacola pode disseminar no comércio local com a finalidade de ser entregue às pessoas de fora e que por ventura não conheçam nossa cidade, propiciando assim um vínculo de um material que serve também como lembrança e fortificação das empresas locais, algo que já aconteceu no final de 2017”, comenta Renata.

A CDL afirma que este é um primeiro modelo, tão logo o lote finalize, novas análises serão elaboradas e dicas serão aceitas para personalizar e adaptar as novas sacolas do comércio são-mateuense.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Confraria Beta realiza a 14ª Caça ao Tesouro em São Mateus do Sul
Prefeito Municipal exige agilidade na liberação dos recursos para o novo Hospital
Licitação dos quiosques da Rua do Mathe