Cidade

Saiba quais pontos foram elencados como fundamentais nas Oficinas realizadas pelo Plano Diretor

Um dos pontos elencados pelos moradores nas Oficinas do Plano Diretor é o cuidado com o Rio Canoas (foto). As ideias apresentadas foram a drenagem e a melhora da permeabilidade nos bairros próximos ao recurso natural. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Iniciando no dia 27 de abril, as Oficinas para a revisão do Plano Diretor de São Mateus do Sul visam a participação e colaboração dos moradores dos bairros do município. O principal objetivo é a interação do público, que apresentam quais pontos eles consideram fundamentais para o futuro e desenvolvimento da cidade.

Até o momento foram realizadas as oficinas contemplando os bairros: Vila Palmeirinha, Jardim Santa Cruz, Vila Verde, Vila Bom Jesus, São Joaquim, Vila Nepomuceno, Vila Nova, Vila Americana, Colônia Iguaçu, Colônia Cachoeira, Jardim Dona Hermínia e Vila Blasczky.

De acordo com Geruza Vieira, Arquiteta e Urbanista da Prefeitura Municipal, um dos pontos que foram discutidos entre os moradores foi a relação com o meio ambiente e a preocupação com a drenagem do município, por conta do Rio Canoas. “Dentre as soluções apontadas pelos munícipes é a criação de mais áreas permeáveis nos novos loteamentos no montante dos rios, assim como a preservação das áreas alagáveis e frágeis do município”, explica.

Geruza comenta que também foram debatidos o uso e ocupação do solo. Nas Oficinas, foram apontadas questões que dificultam as instalações de empresas no município devido ao zoneamento, assim como a necessidade de novas áreas industriais.

Outra questão apresentada é em relação ao tamanho de lotes que possibilitem habitações populares, ou seja, a necessidade de demarcações de mais áreas como Zonas de Interesse Social. “Isso tudo pode trazer benefícios tanto para a população como para o loteador”, diz a arquiteta.

Sobre a mobilidade urbana, foram apontadas necessidades de implantação de ciclovias para incentivar a
população a utilizar mais a bicicleta. “O público mencionou também o Estacionamento Rotativo no Centro (ESTAR), para modificar a dinâmica dos estacionamentos no município.”

Os moradores também questionaram o uso do transporte coletivo, e discutiram o aumento da frota de ônibus em horários de pico. Também foi observada a necessidade de criação de vias marginais na BR – 476; a abertura da Rua Evaldo Gaensly entre Vila Amaral e Vila Americana; e a necessidade de mais uma escola na Vila Amaral ou Tamareiras, pois o bairro está em crescimento.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Ex-candidatos para o Conselho Tutelar questionam CMDCA sobre a legalidade dos votos da eleição de 2019
Dia do Trabalhador será marcado por torneio de futebol em São Mateus do Sul
São Mateus do Sul investe para ter Campus do Instituto Federal de Educação do Paraná