Cidade

Saiba quais pontos foram elencados como fundamentais nas Oficinas realizadas pelo Plano Diretor

Um dos pontos elencados pelos moradores nas Oficinas do Plano Diretor é o cuidado com o Rio Canoas (foto). As ideias apresentadas foram a drenagem e a melhora da permeabilidade nos bairros próximos ao recurso natural. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Iniciando no dia 27 de abril, as Oficinas para a revisão do Plano Diretor de São Mateus do Sul visam a participação e colaboração dos moradores dos bairros do município. O principal objetivo é a interação do público, que apresentam quais pontos eles consideram fundamentais para o futuro e desenvolvimento da cidade.

Até o momento foram realizadas as oficinas contemplando os bairros: Vila Palmeirinha, Jardim Santa Cruz, Vila Verde, Vila Bom Jesus, São Joaquim, Vila Nepomuceno, Vila Nova, Vila Americana, Colônia Iguaçu, Colônia Cachoeira, Jardim Dona Hermínia e Vila Blasczky.

De acordo com Geruza Vieira, Arquiteta e Urbanista da Prefeitura Municipal, um dos pontos que foram discutidos entre os moradores foi a relação com o meio ambiente e a preocupação com a drenagem do município, por conta do Rio Canoas. “Dentre as soluções apontadas pelos munícipes é a criação de mais áreas permeáveis nos novos loteamentos no montante dos rios, assim como a preservação das áreas alagáveis e frágeis do município”, explica.

Geruza comenta que também foram debatidos o uso e ocupação do solo. Nas Oficinas, foram apontadas questões que dificultam as instalações de empresas no município devido ao zoneamento, assim como a necessidade de novas áreas industriais.

Outra questão apresentada é em relação ao tamanho de lotes que possibilitem habitações populares, ou seja, a necessidade de demarcações de mais áreas como Zonas de Interesse Social. “Isso tudo pode trazer benefícios tanto para a população como para o loteador”, diz a arquiteta.

Sobre a mobilidade urbana, foram apontadas necessidades de implantação de ciclovias para incentivar a
população a utilizar mais a bicicleta. “O público mencionou também o Estacionamento Rotativo no Centro (ESTAR), para modificar a dinâmica dos estacionamentos no município.”

Os moradores também questionaram o uso do transporte coletivo, e discutiram o aumento da frota de ônibus em horários de pico. Também foi observada a necessidade de criação de vias marginais na BR – 476; a abertura da Rua Evaldo Gaensly entre Vila Amaral e Vila Americana; e a necessidade de mais uma escola na Vila Amaral ou Tamareiras, pois o bairro está em crescimento.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Agência do Trabalhador de São Mateus do Sul é a que mais gera emprego na região
Vamos fazer o bem?
São Mateus do Sul é sede de encontro regional de Escoteiros dos Campos Gerais