A Sala do Empreendedor atende por telefone no número (42) 3912-7034, tanto para ligações quanto atendimento no WhatsApp. Para atendimento presencial somente com agenda e orientação do agente de desenvolvimento na Rua Ulisses Faria, 941, Centro. (Foto: Divulgação)

O programa leva o nome de “Paraná Recupera” e oferece “linhas de crédito emergencial de capital de giro destinadas à manutenção de salários e empregos em empreendimentos informais, MEI, Micro e Pequenas Empresas em razão dos efeitos do Coronavírus na economia paranaense”. No caso de São Mateus do Sul, a Sala do Empreendedor presta auxílio aos interessados, por agendamento prévio.

O departamento atende pessoas que desejam contratar esse crédito com taxa de juro baixa, via Agência de Fomento Paraná. Os valores vão de R$ 1.500,00 até R$ 200 mil. Podendo, até, ser superior a este valor na linha junto ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Não precisa, necessariamente, estar formalizado para os valores mais baixos de empréstimos.

Os empreendedores informais, autônomos e sem empresa constituída, podem emprestar até R$ 1.500,00. Assim que autorizado, os valores serão repassados em três parcelas. O primeiro pagamento será após um ano do empréstimo feito e, com possibilidade, de quitar em até 36 parcelas (três anos). A taxa de juros é 0,41% ao mês. Para estes casos, os trabalhadores não precisam apresentar nenhum garantia.

Após procurar a Sala do Empreendedor, nessa linha Paraná Recupera, não é solicitado avalista e nenhuma outra garantia para liberar até R$ 1.500,00. O cidadão deve levar somente os documentos pessoais: carteira de identidade e CPF. Mais certidão de casamento para casados. Ainda, um comprovante de endereço atualizado e o número de uma conta bancária, para receber o valor concedido.

O empreendedor formal pode buscar até R$ 6.000,00. A carência, para iniciar a quitação, é de 12 meses para pagamento em até 36 parcelas e a taxa de juro é a mesma do informal, 0,41% ao mês. Para isso o CNPJ dever ter mais de 12 meses, anterior ao dia 16 de março de 2019. Para empresas abertas após este dia o valor de empréstimo fica limitado à metade deste, ou seja, R$ 3.000,00.

Valores maiores

Estas duas concessões podem ser acessadas por Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs) e Microempreendor Individual (MEI). Micro Empresas (ME) e MEIs podem buscar valor maior, o chamado Microcrédito via Banco do Empreendedor. Os valores vão de R$ 6.000,00 a 20.000,00, tendo prazos de pagamentos de 36 meses, carências de um ano e taxa juros a partir de 0,91% ao mês.

A mesma condição, de acessar até R$ 20.000,00, com carência de 12 meses para pagamento em até 48 parcelas, é fomentada pelo Banco da Mulher Paranaense. Para estes casos a taxa de juros fica a partir de 0,76% ao mês. Essa linha de financiamento apoia pequenos negócios que tenham mulheres como proprietárias ou sócias, para estimular o empreendedorismo feminino e gerar emprego e renda no estado.

O Banco do Empreendedor oferece, ainda, para Micro e Pequenas Empresas de R$ 20 mil a 200 mil para pagamento de salários por três meses. Neste caso, limita a 20% do faturamento fiscal do ano anterior e carece de análise de crédito. Se aprovado, dará cinco anos de prazo para pagar com 12 meses de carência e taxa de juros de 0,68% ao mês. Focando, entre outras coisas, preservar postos de trabalho.

Uma linha especial, também, atende valores maiores, acima de R$ 200 mil, via BRDE. Estes são para projetos de investimentos mais amplos e com acompanhamento e auxílio de agentes de crédito. Sobre a liberação dos créditos em conta, para valores até R$ 6.000,00 são feitos em três parcelas, os demais de acordo com plano de trabalho. Não se estabelece um prazo entre o cadastro e o depósito, devido à própria demanda.

Atendimento presencial

No caso, em São Mateus do Sul a Sala do Empreendedor somente atende com agendamento prévio, tanto pela demanda crescente de processos existentes quanto pela prevenção frente ao Covid-19 e medidas sanitárias em vigor. No caso, este agendamento é específico para recolher os documentos necessários na concessão dos empréstimos que cada cidadão tem interesse em buscar na sua linha de crédito necessário.

O passo inicial é fazer contato por telefone ou WhatsApp para que um agente de desenvolvimento (de crédito) receba esta demanda e oriente de forma correta os interessados. A unidade evita atendimento presencial, por seguir regras contidas em decretos que coíbem aglomerações. Disso a indicação do primeiro conta ser desta forma e, na sequência, seguir as orientações sobre o andamento da solicitação.

Sidnei Muran

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Trabalhadores da SIX realizarão ato de defesa contra a venda da unidade em São Mateus do Sul e demais refinarias
Conheça mais sobre o Plano de Arborização Urbana do município
Rotary Club São Mateus do Sul inicia Campanha do Agasalho 2019