Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

São-mateuense lança livro que ressalta o cotidiano e as dificuldades da vida campeira

O são-mateuense Adir Franco Silvestre tem 62 anos e é autor do livro “Paixão sem Limites”. Envolvido na vida campeira, Adir traz para os leitores um pouquinho do dia a dia e também as batalhas de um fazendeiro. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

“Tenho mais horas nos arreios, no lombo dos cavalos do que nos bancos escolares”, afirma Adir Franco Silvestre, são-mateuense de 62 anos, criado na comunidade do Potinga, interior do município e que passou a infância acompanhado de amigos e familiares. Se considerando um homem de pouco estudo, mas de muitos sentimentos, Adir é formado na escola da vida, e fez dos tropeços um incentivo para seguir em frente.

Estas são algumas peculiaridades do homem de papo fácil e de coração bondoso, que sentado em uma cadeira junto de seu chapéu, abriu o coração e mostrou um pouco da sua obra para a equipe da Gazeta Informativa.

Adir nunca foi um homem que cresceu tendo contato com livros. Sendo alfabetizado pela mãe, Maria Luiza Franco (Iza), ele lembra que a educação naquela época não pode ser comparada com as escolas de hoje. “As coisas mudam muito em 50 anos”, expressa.

Mesmo com as dificuldades enfrentadas nas aulas daquela escolinha no interior, Adir sempre mostrou uma facilidade com a parte de redação. O amor pela escrita foi deixado um pouco de lado logo após o término do seu ensino médio. Não recorrendo para um ensino superior, o contato com os cavalos, bois e a vida na fazenda passaram a fazer parte do seu cotidiano.

Aos 10 anos teve sua primeira experiência fora de casa e foi matriculado em um seminário. Ficando no local em um curto espaço de tempo, o são-mateuense conta que esse momento acrescentou em sua vida e colaborou com muitas das suas primeiras perspectivas. “Eu era muito caipira. Foi no seminário que tive meu primeiro contato com muitas coisas, acho isso maravilhoso porque acrescentou muito na minha vida”, diz.

Apaixonado pelos pequenos gestos do dia a dia, Adir é casado há 38 anos com Lorena Silvestre, e dessa união, nasceu o amor de três filhos: Juliano, Luciana e Fernanda. Para quem vê de longe aquele homem que preserva os rituais dos centros de tradições gaúchas, não imagina que dessa convivência surgiu a ideia de escrever o seu primeiro livro.

Sendo o autor do livro “Paixão sem Limites”, que foi lançado no começo desse ano, Adir conta que a inspiração veio da vontade de conhecer o estado de Mato Grosso. “O livro traz a história de Fernando, um homem que morava aqui na região e resolve ir embora para o Mato Grosso. Relembrando uma velha paixão com Hortência, o casal se aventura junto da égua Aruana e passa por momentos de felicidade e também de dificuldade”, explica.

Neste livro, Adir convida todos os leitores para conhecer um pouco da lida dos rodeios e do dia a dia de um fazendeiro. “Eu apresento as alegrias, os tropeços, os obstáculos do cotidiano em uma fazenda. Mas acima de tudo, a vida é radiante pois é movida por uma ‘Paixão sem Limites’.”

Segundo Adir, muitos amigos estão acompanhando seu trabalho na íntegra e gostando do conteúdo presente no livro. “Ouvi falar uma vez que na vida, um homem para se sentir realizado precisa de três coisas: um filho, plantar uma árvore e publicar um livro. Olhando nesse ponto de vista me sinto uma pessoa completa”, garante.

Mesmo na simplicidade do seu jeito de ser, o livro comprova a realização de um sonho. A trama se desenvolve no decorrer de cada página, e traz para perto do leitor a forma leve de olhar para a vida e o que acontece após dela. Adir comenta que há a possibilidade do livro se tornar roteiro de filme.

Para adquirir um exemplar do livro basta entrar em contato com Adir Franco no telefone (42) 98804-3429. Existem dois pontos de venda em São Mateus do Sul: Vitor’s & Cia e Celeiro Shop. “Paixão sem Limites” também está disponível na plataforma online, nesse endereço: https://goo.gl/BdJYXK.

“Espero que os leitores entrem em contato com a história e que repassem o livro para as outras pessoas. O acesso à leitura faz com que o mundo se torne melhor”, encerra Adir.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: