Esporte

São-mateuense se consagra Campeão Paranaense de Muay Thai 2018

Da esquerda para a direita: o treinador Alersom Myszak e o lutador Luis Edenilson Kreutsfelt. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

O ringue ficou pequeno para o são-mateuense Luis Edenilson Kreutsfelt Pinto, de 21 anos, que recebeu o cinturão de Campeão Paranaense de Muay Thai 2018, na Copa Paranaense de Muay Thai. A disputa pelo cinturão aconteceu no sábado (29/09), no Ginásio Max Rosenmann, em São José dos Pinhais.

O evento foi organizado pela Confederação de Muay Thai do Brasil (CMTB), e reuniu atletas de diversas cidades paranaenses. O são-mateuense participava da categoria peso leve (70 kg), e venceu três lutadores, sendo o primeiro por nocaute. Um dos diferenciais da competição é que as disputadas são feitas por eliminatórias no estilo GP, e os melhores de cada categoria disputaram o cinturão que nomeava o campeão de 2018 da modalidade.

Edenilson foi Campeão Paranaense de Muay Thai 2018, e agora busca se dedicar a competições à nível nacional. (Foto: Acervo Pessoal)

“Fico muito feliz pelo resultado, pois me dediquei para conseguir esse título”, afirma Edenilson. O jovem começou os treinos em 2014, com o objetivo de aprender técnicas de defesa pessoal. No mesmo ano participou de sua primeira competição. Os treinos são regrados e acontecem de domingo à domingo quando as lutas estão próximas. “Desde que eu era criança já me envolvia com esportes, isso ajudou bastante”, conta. O apoio da família também foi fundamental para o desenvolvimento do lutador.

Edenilson faz parte da equipe Team Myszak, onde os irmãos Alersom Myszak e Calersom Myszak são os responsáveis pelo treinamento dos lutadores que frequentam as aulas. “Desde o início percebi um diferencial no Edenilson, pois ele sempre foi um rapaz comprometido, persistente e desempenhado com os treinos”, afirma Alersom. O treinador destaca que o lutador é um exemplo para todos da equipe, e por esse motivo, frequenta as aulas como bolsista. “Esse luta final fechou 10 lutas na carreira dele, e é muito visível a evolução com o passar do tempo. Desde a primeira luta até agora, ele deu um salto muito grande”, afirma o treinador.

Alersom também destaca que a competição valoriza o Muay Thai em sua integridade, com todos os golpes válidos para a arte marcial. “Existe algumas competições que não seguem essas regras”, explica Alersom.

A equipe comenta que as ajudas e patrocínios normalmente acontecem de pessoas que já possuem algum conhecimento da arte marcial, e que ainda há uma certa resistência por parte de algumas pessoas. O lutador destaca que com mais divulgação do Muay Thai, essa realidade pode vir a mudar.

“O esporte mudou a minha vida. Tenho mais disciplina e respeito ainda mais as pessoas, esse é um dos principais incentivos para iniciar a praticar algum tipo de arte marcial”, afirma Edenilson. Em relação ao futuro, pretende se dedicar ainda mais ao esporte e participar de competições à nível nacional.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Inscrições para o Campeonato SMETUR 2018 estão abertas
Moradores de São Mateus do Sul participam da corrida de São Silvestre
São Mateus do Sul será representado na segunda fase do campeonato paranaense de Downhill