Aconteceu no último sábado (24), a 2ª Copa de Jiu-jitsu na cidade de Rebouças. Na competição o são-mateuense e professor de artes marciais, Rafael Choma, subiu no pódio na primeira colocação faturando o prêmio principal de mil reais. “A última competição que lutei foi em novembro de 2018, e desde então não havia mais participado”, comenta o lutador, que agradece o incentivo do irmão Helton Choma para entrar na competição.
Três atletas estiveram representando São Mateus do Sul: Rafael e Helton – lutando na categoria Absoluto Faixa Roxa, Marrom e Preta; e Derick Costa na categoria Absoluto Faixa Verde. Luis Fernando F. da Cruz estava atuando como córner, responsável pelos atletas.

Choma explica que no evento a categoria “Absoluto” não teve distinção de idade e peso, era sistema “mata-mata”. “Na luta do Helton houve um erro da arbitragem que acabou eliminando ele e seu oponente de forma errônea, pois era para eu e ele termos feito a final”, conta Rafael. O evento era No-Gi, ou seja, Jiu-jitsu sem kimono.

Com o prêmio em mãos, Rafael conta que fará uma confraternização entre a equipe da escola de luta Gracie Barra, em que ele atua como professor. “Agradeço todos os alunos e professores da Gracie Barra São Mateus do Sul (Ricardo Allage, Guilherme Siben, Carlos Carvalho, Osvaldo ‘Radiola’ e Alecio ‘Leko’) pois sem eles nada seria possível.”

O interesse pelas artes marciais

Rafael conta que começou a praticar lutas marciais ainda criança na antiga academia Oss Karatê, por meio dos professores Osmarzinho e Osmar de Souza, que hoje é seu sogro. Aos 14 anos o sobrepeso passou a fazer parte de sua realidade, e como forma de melhorar a qualidade de vida e também aprender a defesa pessoal, iniciou a prática de Tae Kwon Do, por incentivo do amigo Diego Sutil (em memória), que o levou para fazer uma aula com o professor Frank. “Desde então não parei mais.”

A decisão por ser professor veio por acaso. “Morei 2 anos em Araucária onde trabalhava como supervisor de segurança do trabalho na Repar e me dediquei mais ainda em treinar”, relembra. Na época Rafael treinava Jiu-jitsu em duas academias, Muay Thai e Boxe. “Foi uma época de muito aprendizado”. Quando Choma voltou para São Mateus do Sul, recebeu o convite do amigo Leko para abrir uma academia em parceria, e desde então dedica sua rotina para ensinar pessoas de todas as idades na prática esportiva.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Secretaria de Esportes disponibiliza projetos para que população se mantenha ativa
Inimigos no jogo? Não! Aqui eles são “Inimigos da Bola”
90ª ed. da São Silvestre teve participação de moradores de São Mateus do Sul