Educação e Cultura

São Mateus do Sul assina acordo com universidade polonesa

Foto/Kielce: Assessoria Universidade Tecnológica de Kielce

Foto/Kielce: Assessoria Universidade Tecnológica de Kielce

A prefeitura de São Mateus do Sul firmou uma parceria com a Universidade Tecnológica de Kielce, na Polônia, para viabilizar intercâmbios culturais aos são-mateuenses interessados em realizar cursos de graduação e pós-graduação na área tecnológica.

O acordo tem o objetivo de apoiar e desenvolver a cooperação polono-brasileira e cria condições favoráveis à comunidade são-mateuense para a realização de estudos de graduação ou pós em diversos cursos da área tecnológica na Polônia.

Entre as vantagens oferecidas aos são-mateuenses em função do acordo, estão a garantia de assistência técnica para obtenção do visto de estudante e na integração com a comunidade acadêmica polonesa, e também suporte técnico para o reconhecimento dos diplomas obtidos em Kielce pelas autoridades brasileiras. O acordo prevê ainda a vinda de representantes da universidade para São Mateus do Sul, para realização de palestras e realização de inscrições de interessados nos cursos oferecidos pela instituição.

A prefeitura deve criar nas próximas semanas um Ponto de Informação da Universidade Tecnológica de Kielce em São Mateus do Sul, onde serão disponibilizadas informações sobre oferta de educação, infraestrutura, localização e custos aos interessados em realizar intercâmbios em Kielce já a partir do ano que vem.

“Essa parceria tem tudo para ser muito positiva”, explica o prefeito de São Mateus do Sul, Clovis Ledur. “Viabilizamos essa proposta de cooperação, e agora poderemos não apenas enviar nossos estudantes para que estudem no exterior, mas também receber professores da universidade ou pessoas que possam promover esta troca cultural em nosso município”.

DOCUMENTO

O termo de cooperação entre a Universidade Tecnológica de Kielce e a prefeitura de São Mateus do Sul foi discutido entre o município e representantes da universidade, entre eles o reitor Stanis?aw Adamczak, que estiveram em São Mateus do Sul em agosto, durante o Mês Polonês, para discutir a parceria com o município.

Depois da visita, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura elaborou o termo de cooperação em português e em polonês. Então, o documento foi enviado assinado pelo prefeito Clovis Ledur à Polônia, para a assinatura do reitor Stanis?aw Adamczak.

Em agosto, o reitor da universidade polonesa justificou o interesse no acordo em função da forte ligação de São Mateus do Sul com as tradições e com a história da imigração polonesa. O reitor falou ainda que reconhece a importância da imigração para o município e ressaltou a excelente estrutura da instituição, que possui atualmente cerca de 10 mil estudantes e diversos cursos da área tecnológica.

Os são-mateuenses que tiverem interesse em estudar na Universidade Tecnológica de Kielce devem entrar em contato com o departamento de Cultura da prefeitura, na R. Ozy Mendonça de Lima n° 25 (antigo Colégio das Irmãs) ou pelo telefone (42) 3912-7050.

BENEFÍCIOS DE UM INTERCÂMBIO

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

O membro do Conselho Consultivo, junto ao Consulado Polonês, em Curitiba, Sandro Zimny Vitonski, afirma que a maioria das pessoas desconhecem os benefícios que um intercâmbio pode proporcionar, “no entanto, repetir o que se pode ganhar com uma experiência internacional, nunca é demais”.

Portanto, Sandro cita alguns ótimos motivos para você participar de um programa de intercâmbio: “Aprender uma nova língua ou aprimora-la, expandir horizontes, valorizar nosso país, e nossa cultura, depara-se com uma nova cultura, fazer amizades, agregar diferencial ao currículo, com certeza, uma das melhores experiências da sua vida”.

Conforme Sandro, o convênio firmado entre São Mateus do Sul e a Universidade tecnológica de Kielce, revela-se como uma ponte, e essa é a finalidade, tornar o caminho mais fácil, entre nossos descendentes e a saudosa Polônia e suas excelentes universidades. “É um passo promissor, para comunidade acadêmica, e nossos jovens, que passam a contar com mais uma alternativa, ainda mais tratando-se de um país, do qual temos raízes históricas, e presentes em nosso ‘jeito polaco de ser’, afinal a comunidade polônica é bastante expressiva em nosso município”.

Sandro revela que teve certa dificuldade em 2011, quando buscou uma bolsa de estudos, pois não haviam muitas informações, não se sabiam quais as portas de entrada, opções de cursos, e universidades dispostas a receber acadêmicos, hoje esta muito acessível. “O fato de não falarmos o polonês, não é um fator que nos impeça, há a opção pelo inglês, portanto estarmos motivados é fundamental (e não culpa, por não termos aprendido o polonês), precisamos apenas da iniciativa. Espero que nossos jovens assimilem e despertem, buscando participar de um programa de intercâmbio. Desejo sucesso aos que venham a aceitar o desafio”, conclui.

Informações básicas para quem almeja buscar graduação na Polônia:

I – FORMAS E NÍVEIS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NA POLÔNIA

1. Estudos de primeiro grau (graduação) – licenciatura, com duração de 6 a 8 semestres, e engenharia de 7 ou 8 semestres, concluídas com diploma de bacharelado com licenciatura ou de engenharia.
2. Estudos de segundo grau (pós-graduação – estudos complementares, de mestrado) com duração de 3 a 4 semestres, concluídos com diploma de mestrado.
3. Os estudos integrais de mestrado com duração de 5 anos na maioria das
– medicina com 6 anos + 13 meses de estágio obrigatório;
– odontologia e farmacologia com 5 anos + 12 meses de estágio obrigatório.
4. Estudos de 3 grau (doutorado) com duração de no máximo 4 anos.
5. Estudos de pós-graduação – outras formas de estudos, destinadas para as pessoas que completaram os estudos superiores de 2 grau. Geralmente são pagos.

II – REQUISITOS PARA INICIAR OS ESTUDOS NA POLÔNIA

1. Legalizar sua estadia na Polônia. As faculdades possuem células administrativas encarregadas de prestar informações e auxiliar com as devidas formalidades burocráticas;
2. Apresentar a faculdade os seguintes documentos originais, legalizados no país de origem:
– Certificado de conclusão de 2º grau, que autoriza a iniciar os estudos superiores no país de origem – refere-se à pessoa que iniciará os estudos no nível descrito no item I, pontos 1 e 3;
– Diploma de conclusão de estudos superiores (para os outros níveis).
3. Apresentar atestado de saúde atual, onde um médico atestará que a pessoa está em condições de iniciar estudos na Polônia.
4. A pessoa que inicia seus estudos na Polônia não tendo ainda 18 anos até o momento de chegada na Polônia, precisa apresentar uma autorização dos responsáveis, confirmada pelas autoridades consulares, para a viagem a Polônia.
5. Possuir um seguro de saúde com cobertura internacional, com validade no território polonês, para o período de estadia na Polônia.
6. O estudante de origem polonesa, tendo uma confirmação consular da sua descendência polonesa (não cidadania!), poderá ter o seguro de saúde junto ao Narodowy Fundusz Zdrowia, onde a própria faculdade pagará as taxas.
7. Fornecer uma declaração assinada de que recebeu os devidos informativos e está ciente das condições da bolsa de estudos na Polônia.
8. O estrangeiro que permanecer no território da República da Polônia deve observar as regras e leis vigentes na Polônia. O estudante estrangeiro deve também observar os regulamentos das faculdades onde estuda.
9. Atos legais, como regulamentos sobre educação de estrangeiros (inclusive os de descendência polonesa) no território da Polônia:
• Lei Federal sobre Ensino Superior de 27.07.2005 (art. 43) e,
• Portaria do Ministro de Ciência e Ensino Superior do dia 12.10.2006 sobre solicitação e execução de estudos e cursos para estrangeiros e sua participação em pesquisas científicas e trabalhos de desenvolvimento.

Com informações da Assessoria PMSMS

Últimos posts por Thaís Siqueira (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Alunos promovem passeata em São Mateus do Sul
Espetáculo do Ceju encanta o público são-mateuense
Aulas da rede municipal e estadual retornaram nesta quinta (14)