Cidade

São Mateus do Sul é oficialmente a Terra da Erva-Mate

Sabor, aroma, cultivo, preparo, identidade e padrão
diferenciados categorizaram São Mateus do Sul como Terra da Erva-Mate.

Tomar um chimarrão pela manhã, encontrar a família e amigos acompanhados de um bom mate são comportamentos de praxe em inúmeras casas de São Mateus do Sul. Além de ser uma questão cultural, a produção de erva-mate sustenta a economia municipal e também faz parte da subsistência de muitas famílias são-mateuenses.

A valorização da erva-mate em São Mateus do Sul serve de referência para outras cidades, e está entre as maiores produtoras de erva-mate do Brasil. A qualidade da erva-mate local, que associada às características da região com o método de cultivo, tem um padrão diferenciado, garantindo um melhor sabor e suavidade, devido aos vários fatores que colaboram para isso, como o clima, o solo, a altitude, e por se tratar de uma planta nativa, cultivada a sombra da mata.

Além disso tudo, a procedência traz sustentabilidade ambiental e social, agregando valores, garantindo a segurança alimentar, estimulando dessa forma o desenvolvimento regional. O projeto proposto pelo vereador Eduardo Benedetti Pedroni pleiteou através do ofício nº 038, de 2017, a denominação de Terra do Mate, de modo criar a identidade local à erva-mate no município.

“É importante destacar que as propriedades agrícolas e ervateiras são avaliadas quanto à origem e à qualidade, boas práticas agrícolas e de fabricação, responsabilidade social, rastreabilidade, e principalmente, respeito ao meio ambiente são destaques do nosso município”, valoriza o vereador.
Após a tramitação, no dia 03 de julho de 2017, com autoria dos deputados Maria Victoria Borguetti Barros e Anibelli Neto foi concedido o título de Terra da Erva-Mate ao município de São Mateus do Sul. Um dos pontos destacados para a designação ao título é o selo de Indicação Geográfica, que faz com que além da região ser reconhecida pela sua riqueza natural, trazendo inúmeros benefícios, não só como a melhoria no mercado, beneficiando produtores e industriários, como também setores alimentícios e de hotelarias, impulsionando o turismo para a região.

Atualmente, a erva-mate vem sido destaque na culinária são-mateuense, fazendo parte de várias receitas, dentre elas o pão de erva-mate com charque e ricota, sorvetes, mousses, bolos, cappuccinos, risotos entre outras especiarias. São Mateus do Sul também procura atrair indústrias na área cosmética e farmacêutica, para absorver a produção, já que vários produtores têm investido no aumento do plantio de mudas da erva-mate nos últimos anos.

Dessa forma o Projeto de Lei nº104/2017 concede o título de Terra da Erva-Mate ao município de São Mateus do Sul. Valorizar o trabalho das pessoas que se dedicam para o reconhecimento do cultivo da erva-mate é uma das formas de agregar ainda mais renome para o nosso município.

Redação

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Inscrições para o estágio na Prefeitura Municipal estão abertas
São Mateus do Sul retorna as atividades comerciais
Plano Diretor é apresentado para a população são-mateuense