Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

São Mateus do Sul é representado no 4º Campeonato Sul Brasileiro de Muay Thai e traz para casa dois cinturões

Além disso, a equipe são-mateuense também recebeu dois títulos de vice-campeões. Na foto, equipe Myszak no, evento legítimo da arte marcial no país. (Fotos: Divulgação)

No dia 17 de novembro, os são-mateuenses Luis Edenilson Kreutsfelt Pinto, 21 anos, e Jonathan Ferreira Zwierzikowski, de 26, participaram do 4º Campeonato Sul Brasileiro de Muay Thai, trazendo dois cinturões para o município. As lutas aconteceram no Ginásio Max Rosemann, em Curitiba. O evento é o único legítimo de Muay Thai no Paraná, onde é preciso usar técnicas de socos, chutes, clinchs, joelhos e cotovelos para vencer. A organização do campeonato ficou por conta da Confederação de Muay Thai do Brasil (CMTB), o maior órgão de Muay Thai do país.

Os são-mateuenses fazem parte da equipe Team Myszak, treinada pelos irmãos Calersom Myszak e Alersom Myszak, que trabalham com a arte marcial no município. Edenilson, que foi Campeão Paranaense de Muay Thai no dia 29 de setembro, participou da categoria 71 kg A no evento Sul Brasileiro. Essa categoria foi criada para quem tem mais de 5 lutas. Ele acabou enfrentando e ganhando de um adversário com 29 lutas de experiência. “Me senti orgulhoso e muito feliz por realizar algo jamais conquistado pela cidade: o primeiro cinturão de Campeão Sul Brasileiro. Fiquei mais feliz ainda por terminar o ano como Campeão Paranaense e Sul Brasileiro de Muay Thai, e muito honrado por poder representar muito bem a equipe. A felicidade do grupo não tem preço”, garante.

Da esquerda para direita: Jonathan Ferreira Zwierzikowski e Luis Edenilson Kreutsfelt Pinto, vencedores do campeonato.

Jonathan enfrentava sua primeira luta em campeonato, e participou da categoria 71 kg B, para quem tem até 3 lutas, e também consagrou-se campeão. “Fiquei muito feliz, pois era algo que eu queria fazer há algum tempo, e pude ir e competir me sentindo tranquilo pois tinha a confiança do bom treinamento que temos na Team Myszak”, expressa. Além de São Mateus do Sul, cidades como Curitiba, Ponta Grossa, Maringá e São Paulo também contavam com lutadores representantes. “Fomos somente em 4 atletas. As equipes grandes estavam com uma média de 20 atletas cada, eram ao todo 20 cinturões e mais de 100 competidores. Saímos de lá com 2 campeões e 2 vice-campeões: Jaqueline Aparecida Moreira e Alersom Myszak”, conta a equipe.

Eles ainda reforçam que Jaqueline, que é casada com o lutador Edenilson, passou por um erro de arbitragem, em que todos que estavam presentes durante a luta viram que ela foi superior nos 4 rounds. “Para todos nós que estávamos lá, Jaqueline foi campeã, inclusive um os dos árbitros disse que as outras mesas erraram o julgamento”, explica Alersom.

O dia todo contou com disputas acirradas no ringue. As primeiras lutas iniciaram às 7h30, e o término do campeonato foi às 22h. “A equipe ficou na torcida desde o início, muitos nos ajudaram de várias formas, e somos muito gratos a essa equipe pequena mas de coração grande e forte, preparada para tudo. Uma equipe pequena conquistar o que os grandes almejam, nos mostra que estamos no caminho certo”, afirma Alersom.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: