Cidade

São Mateus do Sul em pauta

Beepix Imagens

Beepix Imagens

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de São Mateus do Sul, promoveu uma reunião no auditório da entidade, na noite de quinta-feira, 18, para discutir caminhos que tornem São Mateus do Sul uma cidade fomentadora do ambiente empresarial, com especial atenção às iniciativas e investimentos dos empreendedores locais.

Gazeta Informativa

Gazeta Informativa

De acordo com a presidente da CDL, Ingrid Eliane Hoch Ulbrich, a ideia da reunião surgiu ao sermos surpreendidos pela notícia da possível desativação da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX) de São Mateus do Sul, que deixou a população são-mateuense apreensiva. Segundo ela, lideranças locais se mobilizaram e cobraram dos políticos competentes uma postura de responsabilidade quanto as consequências sociais e econômicas que o fato acarretaria ao município.

Mesmo sendo uma simples possibilidade, a cidade passou por um sentimento de desinvestimento pontual: muitos projetos de origem empresarial ou individual foram pausados e isso já impactou negativamente a economia local. “Sabendo da real situação financeira da Petrobras, a sua desativação foi percebida como possível e temida pela população e, pudemos perceber o quanto somos dependentes da capacidade produtiva de apenas uma única indústria. Em debates e conversas, em especial nas redes sociais, a cobrança da maioria era a necessidade de São Mateus do Sul atrair novos investimentos. E foi nessa parte da história que a CDL vislumbrou uma oportunidade de mudança de foco: não apenas recorrer aos políticos para que resolvam os nossos problemas, e neste caso em especial um problema gerado pela própria política, mas sermos nós próprios os agentes de transformação. Nesse sentido, a entidade mobilizou empresários locais para que o assunto fosse colocado em pauta”, detalha.

Ingrid abriu a reunião falando a respeito da preocupação generalizada quanto à possibilidade do fechamento da SIX. Disse que enquanto os representantes políticos trabalham junto ao governo estadual e federal para que as atividades da Usina sejam continuadas, o setor privado poderá realizar ações efetivas para que o município torne-se mais convidativo a novos empreendimentos. Ingrid apresentou também um resumo dos “Dez passos para atrair novas empresas para os municípios” publicado no portal www.administradores.com.br, tomando como ponto de partida a importância de analisar o planejamento, a infraestrutura, a logística, a mão de obra, o apoio, os impostos, a atenção ao mercado, as oportunidades, o cuidado com a cidade e a comunicação.

Em reunião, os presentes puderam expor suas visões e dificuldades vivenciadas no dia-a-dia das empresas: burocracia e leis muito restritivas como as de ocupação e uso do solo foram algumas das questões levantadas como desestímulos aos investimentos locais. E a produção de mão de obra qualificada a nível técnico, responsabilidade em grande parte de escolas privadas, foi levantada como um exemplo positivo e de importância para fomentar a atividade empresarial.

Outro fator levantado pelo grupo foi de que cada vez mais a sociedade irá requerer prefeitos empreendedores, assim como acontece com o mercado de trabalho que busca profissionais que dediquem seu tempo e esforço para alcançar suas metas, com dinamismo e foco na eficiência e produtividade para geração de riqueza. Nesse sentido, critérios como planejamento, infraestrutura, logística, mão de obra, impostos, atenção ao mercado, oportunidades e manutenção da cidade devem ser prioridade em uma administração municipal. Sendo 2016, ano de eleições municipais, o grupo pretende formular uma pauta para apresentar aos candidatos e conhecer quais estarão alinhados e compromissados com o projeto de fomento empresarial, válido não somente para aqueles que vislumbram o cargo do executivo, mas também aos candidatos aos cargos de vereadores. Estes últimos de suma importância na aprovação de leis que possam facilitar ou atrapalhar a vida empresarial no município.

Instigados a participação, os presentes puderam expor suas ideias e compartilhar experiências, vislumbrando soluções que podem ser construídas com a continuidade do grupo e decidiram por novamente reunirem-se quinta-feira (25), para trazer sugestões mais objetivas e alinhar as frentes de trabalho em grupos menores que poderão de forma mais eficiente ir em busca de suas áreas, sempre ao encontro dos interesses do grupo que é fazer de São Mateus do Sul um município com vocações claras, pontos fortes e grandes oportunidades para investidores. Em um primeiro momento a ideia foi reunir alguns empreendedores e fazê-los participar inicialmente de um grande brainstorm, a partir de agora, os próximos encontros além de mais objetivos poderão agregar a participação de outras pessoas que queiram contribuir com o projeto.

Ingrid informa que os encontros serão de trabalho, semanais ou quinzenais na sede da CDL e receberão foco para não haver dispersão de ideias. “Será realizado um ‘raio x’ do município entre pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças, para que o grupo possa sinalizar quais as frentes de trabalho poderão ser criadas. Lembramos que a ideia não é gerar cobranças que apenas demandem o aumento de gastos de recursos públicos, e que muitas vezes não estão disponíveis, mas sim criar o amálgama que falta entre os mais diversos setores do município e a partir dos próprios investidores locais, possamos ver o surgimento de novos empreendimentos, com aumento da geração de empregos e arrecadação municipal. Soluções muitas vezes até simples, desde que haja vontade de colaboração das pessoas e setores envolvidos”, explica.

Gazeta Informativa

Gazeta Informativa

Angela afirma que tem muito orgulho de ser são-mateuense. Segundo ela, investe aqui, tudo que ganha e deseja ver a cidade crescer. “Nossa cidade depende muito da Petrobras ainda, acho que já dependeu mais no passado, aos poucos vamos nos libertando desta névoa que sempre paira no ar. Petrobras vai fechar? Existe sempre esta dúvida. Eu acho que os boatos tem um fundo de verdade, pois onde há fumaça, tem fogo. Rumores de chegar a fechar eu não acredito, mas que vai reduzir bastante os investimentos e o quadro de funcionário vai sim”, comenta.

Para Angela, a primeira reunião da CDL foi muito produtiva. “Um pequeno passo, para podermos melhorar a nossa cidade. Espero que realmente este grupo se una e colha muitos resultados. Temos muitas riquezas em São Mateus do Sul e acho que poderíamos aproveitar melhor. Toda a atitude de melhoria é bem-vinda, não vai ser da noite para o dia esta mudança, mas já demos o primeiro passo. Acredito que o município pode melhorar, e muito. E não depender somente da Petrobras. Já temos 100 anos de história. Não podemos mudar o que passou. Mas podemos planejar um futuro muito melhor para São Mateus”, finaliza.

Estavam presentes na reunião Ingrid Eliane Hoch Ulbrich da Loja mamãe e Bebê e presidente da CDL, Pedro Gilmar Rincão das Farmácias Popular e Diretor Tesoureiro da CDL, João Dimas Staniszewski da Loja Papillon e vice-presidente da CDL, José Adams da Bicicletaria Joara e também diretor de SPC na CDL, Ângela Cabral Sakurai do Baratão Supermercados e Diretora de aperfeiçoamento profissional da CDL, Elouize Zene Staniszewski da Anônima e vice-diretora de aperfeiçoamento profissional da CDL, Michel Ulbrich da MegaHard e vice-diretor de comunicação e marketing da CDL, Izabelle Oliveira da DOCSUL e vice-diretora de Convênio Saúde da CDL, Adriano Pageski do Posto GPR, Hugo Lopes Junior do Jornal Aconteceu, Luciano M. Castilho da SOS Serviços e DCS Distribuidora, Daniel Leal Hilário da Proseg, Alexandre Godoy do Auto Posto ARLS OL, Carlos Roberto Chaves do Colégio SEMA, Thaís Siqueira Pinto do Jornal Gazeta Informativa, Renato Possebom da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, Carolina Kato Roherig da Loja Carolices e Lauro Roberto Roherig da Garage Center.

Últimos posts por Thaís Siqueira (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Prefeitura instala novos parquinhos infantis em praças da cidade
Apae de São Mateus do Sul inicia Projeto Hidro Saúde
Chalé localizado na Praça do Iguaçu é reativado