Os Caminhos do Desenvolvimento

Ser dono do próprio nariz!

A existência de uma cultura empreendedora elevada em uma cidade pode ser o real motivo para que ela se desenvolva, quando a população reconhece na atividade do empreendedor uma função admirável que tem grande importância no desenvolvimento do país. Em um ambiente de valorização e fortalecimento empresarial existe um “contágio natural” para formação de novos empreendedores, o que não acontece em locais onde existe alto receio de arriscar em negócios próprios ou forte estabilidade em carreiras públicas, por exemplo.

Em uma recente pesquisa realizada pela Endeavor, 52% dos entrevistados disseram que “o empreendedor é aquela pessoa que transforma uma ideia em negócio e gera emprego para a população” e quem mais contribui para o desenvolvimento do Brasil são os “novos empreendedores” para 53% dos consultados. Esse estudo demonstra que atualmente existe um clima favorável e positivo ao empreendedorismo no Brasil, pois ao responder a pergunta “se o desenvolvimento do Brasil depende da iniciativa empreendedora?”, 82% responderam que “depende, e depende muito”.

Com foco nessa base de raciocínio e estudos, a CDL e a ACIA de São Mateus do Sul resolveram aprimorar a versão do evento do Mês do Empreendedor, que vem acontecendo durante o mês de outubro, quando se comemorou no dia 5, o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa. A data foi criada em 2006 quando a Lei Geral das MPE’s foi aprovada e o Simples Nacional passou a existir efetivamente, reduzindo a carga tributária e simplificando processos, além de facilitar o acesso ao crédito às pequenas empresas. Um dos principais objetivos do evento está em construir uma valorização local do empreendedorismo frente à população, para que a iniciativa de se abrir uma empresa seja encarada como uma forte opção profissional e de objetivo de vida. Além desse reconhecimento, o evento também busca fortalecer o ambiente empresarial disseminando o conhecimento e criando oportunidades de negócios ao ampliar a rede de contatos entre parceiros, empresários, fornecedores e colaboradores. Essa troca de experiências foi explícita durante a Rodada de Negócios, na ocasião da abertura da programação do Mês do Empreendedor 2016, uma ferramenta desenvolvida pelo SEBRAE que foi aplicada de forma inédita em nossa cidade e superou todas as expectativas de interação e demonstração da nossa capacidade empreendedora. Outro destaque da versão 2016 do Mês foi o alcance em reunir mais de uma dezena de parceiros e o que poderia ser um evento de menores proporções acabou se tornando algo muito maior, numa programação extensa para diversos públicos e setores. Isso ocorreu porque o NDE – Núcleo de Desenvolvimento e Empreendedorismo – aplicou um de seus principais valores às entidades envolvidas, que é a necessidade de se conectar ideias e projetos em prol de objetivos comuns.

Nada mais justo que São Mateus do Sul reserve um mês ao ano para dar o devido destaque e reconhecimento àqueles que, seja pelo seu perfil nato, ou por necessidades, ideais ou grandes objetivos, acreditam e investem seus recursos financeiros, assumindo riscos, gerando emprego e riquezas locais, promovendo o desenvolvimento da cidade. Ser dono do próprio nariz nunca foi tão oportuno, desafiador e valorizado. Parabéns empreendedores são-mateuenses!

Ingrid Ulbrich
Últimos posts por Ingrid Ulbrich (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Refletir e aprender para repensar nossa cidade
“Laissez-faire”: a liberdade de empreender
Vereador: função, importância e os riscos ocultos ao desenvolvimento local