(Acervo Gazeta Informativa)

A terceira sessão ordinária do ano da Câmara Municipal de São Mateus do Sul realizada na última terça-feira (18), foi marcada por reclamações por parte da oposição e justificativas por parte da situação.

Os vereadores Julio Balkowski e Fernanda Sardanha apresentaram indicações como a instalação de rede de esgoto na Vila Tamareiras, pois segundo os próprios moradores, eles têm passado por dificuldades com problemas nas fossas sépticas.

ANÚNCIO

Outra indicação apresentada pelos vereadores e solicitada ao Secretário de Estado e Infraestrutura e Logística deputado Sandro Alex foi a colocação de uma passarela elevada na Rua Rodolfo Wolff, no entroncamento com a Rua Ewaldo Gaensly próximo ao Supermercado Brongiel, na Vila Amaral, onde passa a BR-476 com grande fluxo de caminhões e automóveis dificultando a travessia de pedestres de moradores do bairro, com sérios riscos de ocorrer acidentes.

Mas a indicação dos mesmos vereadores que causou mais polêmica foi da manutenção da estrada que liga as comunidades do Lajeado ao Mico Magro que segundo a vereadora Fernanda Sardanha, se encontra em péssimas condições e não tem manutenção por mais de três anos.

A vereadora complementou a informação falando que se tratava de uma estrada aberta pelo Governo Estadual, do Programa Paraná Doze Meses e que o município teria a contrapartida de executar a manutenção dessa estrada rural.

Isso bastou para que vereadores da situação soltassem o verbo dizendo ser absurdo. O vereador Geraldo Altevir de Paula e Silva chamou a atenção da vereadora dizendo que não é verdade, pois essa referida estrada está sem manutenção faz tempo.

O vereador Jackson Machado, na tentativa de justificar a ausência dos serviços, segundo ele esteve na região e viu os sinais de erosão causados pelas chuvas, sendo motivos de gozação por parte do vereador Omar Raimundo Picheth Neto, pois todos sabem que quase não hove em nossa região.

Depois disso tudo, a vereadora Marta Centa fez uso da palavra, com mais reclamações, falando da falta de planejamento em serviços executados pela Secretaria Municipal de Obras, beneficiando somente os favoráveis ao prefeito.

As ruas da cidade parecem um jogo de xadrez segundo a vereadora, pois tem trechos com asfalto e outros não, pois não são eleitores do prefeito e não são beneficiados pela administração.

Marta Centa se mostrou indignada por certas atitudes da Administração e complementou “falta de planejamento”.

Isso também causou discórdia por parte de vereadores da situação.

O presidente da casa vereador Nereu Edmundo Dal Lago também comentou, que esse episódio é só o esboço do que ainda pode acontecer de agora em diante, porque o ano eleitoral está somente começando e até o início do período eleitoral, ainda muitas coisas e atritos entre situação e oposição podem ocorrer.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Com vasta experiência na área política e na administração pública, Tiquinho é pré-candidato a prefeito de São Mateus do Sul
Câmara de São Mateus do Sul suspende presença de público nas sessões
Manutenção de veículos na prefeitura é assunto central da Câmara