(Foto: Acervo Gazeta Informativa)

A 34ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Vereadores de São Mateus do Sul do ano, realizada na terça-feira, dia 1º de outubro, foi marcada pelas comemorações alusivas ao Dia do Vereador, comemorado anualmente em 1º de outubro no Brasil.

Os trabalhos iniciaram com o presidente da casa o vereador Nereu Edmundo Dal Lago dando as boas-vindas aos vereadores e ao público presente.

Como costumeiramente faz, solicitou ao secretário o vereador Miguel Ângelo Magnani fazer a leitura da ata da sessão anterior e de acordo com o regimento interno o vereador Jackson Machado interviu na não necessidade da leitura da ata, sendo aprovado pelos demais vereadores.

Em seguida o presidente abriu a ordem do dia com decretos, requerimentos e indicações.

Decreto Legislativo 001/2019: Ratifica o protocolo de intenções firmado entre o Município de São Mateus do Sul – Estado do Paraná – Brasil e a cidade de Virasoro, da Província de Corrientes – Argentina para declarar e reconhecer como cidades-irmãs;
Projeto de lei 027/2019: Cria a Gratificação de Função – GF para a Diretoria Executiva e para o Comitê de Investimentos do Instituto de Previdência de São Mateus do Sul – IPRESMAT;
Projeto de lei 031/2019: Abre ao Orçamento do Município, crédito adicional especial, no valor de R$ 1.460.406,40 através de superávit financeiro na fonte 000 – Recursos Livres e anulação de dotação orçamentária nas fontes 000 – Recursos Livres e 303 – 15 % Saúde.

Os três sendo aprovados por unanimidade dos vereadores.

Indicações foram apresentadas pelos vereadores Julio Balkowski e Fernanda Sardanha, solicitando a colocação de uma lombada e ponto de ônibus, na comunidade do Emboque, nas proximidades da residência do Henrique Deda.

Moção de aplauso apresentada pelo vereador Omar Picheth para Maria Odete Fonseca Ferreira pelos serviços prestados na Casa de Leis, tendo a aprovação da totalidade dos vereadores.

No uso da Tribuna o vereador Omar Picheth Neto comentou sobre o Dia do Vereador e sobre seu pai o saudoso Miguel Picheth que faleceu nessa data há 17 anos. Falou do relacionamento que tinha com ele e que as vezes não entendia sua ausência em casa e suas viagens. Só depois entendeu que seu pai além de político, era um prestador de serviços para o povo. Partindo desse princípio, resolveu também ser vereador sendo eleito pela primeira vez em 2005.

O vereador Nereu Dal Lago também no uso da Tribuna fez muitos elogios ao saudoso Miguel Picheth, fazendo alguns comentários quando eram colegas de Câmara e que tinha muitos debates na época.

Nas explicações pessoais a vereadora Marta Centa, levantou um assunto interessante que diz respeito ao trânsito de São Mateus do Sul, e solicitou a implantação de rodízio no estacionamento, mostrando que realmente tem alguém preocupado com esse problema recorrente de nossa cidade.

O vereador Julio Balkowski, disse estar muito preocupado com a imagem do político de modo geral e que as vezes tem vergonha de dizer que é político e que não sabe o que deve ser feito para que isso mude.

A vereadora Fernanda Sardanha, fez sua saudação ao Dia do Vereador e disse estar frustrada por não poder aprovar nenhum projeto de lei de sua autoria, em função de ter um grupo opositor que só se preocupa com os seus interesses.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Funcionário é diagnosticado com Covid-19 e sessão da Câmara é suspensa
Antônio Olinto elege Alan Jaros para futura gestão municipal
Regularização na Usina Velha em pauta