Educação e Cultura

Simulado de incêndio reforça a importância da prevenção

Alunos do terceiro ano do curso Técnico em Meio Ambiente foram as vítimas fictícias do simulado de incêndio no Colégio Estadual São Mateus. Além de ser um treinamento para os alunos, a ação visa contribuir para a agilidade do trabalho do Corpo de Bombeiros nos atendimentos emergenciais. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

A segunda-feira (21), foi bastante movimentada no Colégio Estadual São Mateus (CESM). No decorrer dos três períodos, a Brigada de Incêndio do Corpo de Bombeiros de São Mateus do Sul realizou um simulado para alertar os alunos sobre a importância do treinamento para estes sinistros.

De acordo com o Soldado Ribeiro, que atua há 7 anos na corporação e trabalha há 6 anos em São Mateus do Sul, a ação visa orientar os alunos e funcionários do CESM sobre o que fazer em uma situação de incêndio. “Um recado para toda população é que na hora da ligação para o Corpo de Bombeiros seja identificado por telefone a gravidade da ocorrência, se há ou não vítimas e o local da emergência”, explica Ribeiro.

O Soldado comenta que a equipe está à disposição, mediante à ofícios, para a realização de palestras de divulgação e orientações para empresas e outras instituições do município em casos de incêndio. O telefone emergencial do Corpo de Bombeiros é 193.

Simulação

No período matutino, alunos do terceiro ano do curso Técnico em Meio Ambiente foram escolhidos para serem as vítimas fictícias, e se caracterizaram de acordo com o incidente. Maquiagens foram feitas para levarem mais realidade ao simulado e ressaltaram ainda mais a importância da prevenção. Bombas e pontos de fogo também foram espalhados nas dependências do Colégio.

Nathalia Guimarães, de 17 anos, foi uma das vítimas do simulado, e comenta que o treinamento é significativo para todos os alunos da instituição. “O diferencial dessa simulação é que foi mostrado realmente como seria uma situação de incêndio”, afirma.

A aluna ainda ressalta a importância desse tipo de treinamento em todas as escolas. “Você imaginando a situação é uma coisa. Estar vivenciando como ocorreria é outra. Olhando toda a mobilização e a correria dos Bombeiros você se conscientiza muito mais.”

Os alunos são orientados por professores e funcionários a seguirem em filas, de braços juntos ao corpo, até os portões de saída do Colégio. Nesse ano, o ponto de encontro após a evacuação foi a Rua Doutor Paulo Fortes, em frente ao CESM. “Nos outros anos os alunos eram encaminhados até a quadra do Colégio. O Tenente do Corpo de Bombeiros nos orientou para seguir até a rua, por questão de segurança”, explica a Diretora do CESM, Telma Staniszewski.

Contando com o apoio das equipes do Corpo de Bombeiros e da Patrulha Escolar, o CESM também realiza o treinamento com todos os funcionários da instituição. “Quando toca o alarme de incêmdio, toda nossa equipe sabe o que cada um deve fazer”, diz Telma.

A Diretora comenta que existem os responsáveis para ligar para o Corpo de Bombeiros, para a Patrulha Escolar e encaminhar a saída com segurança de todos os alunos. São realizados dois treinamentos de incêndio ao ano nos três períodos de aula.

“Esse simulado também é um treinamento para os Bombeiros, pois se realmente acontecer uma situação dessa eles estarão preparados e saberão como proceder”, destaca Telma.

O tempo de evacuação das dependências do Colégio até a rua foram: período matutino – 3 minutos e 47 segundos; período vespertino – 4 minutos e 27 segundos; período noturno – 4 minutos e 11 segundos.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
SENAC promoverá Feira de Profissões em São Mateus do Sul
Alunos se reúnem em grupo de estudos para se prepararem para os vestibulares e contam com a ajuda de professores voluntários
A cidade em cena