(Imagem Ilustrativa)

Nada pior do que sopa fria, certo? Errado. Algumas sopas são tão gostosas quentes como frias. Nessa temporada de sopas, para não deixar de lado os dias de calorzinho que fogem a regra do outono, temos variações desse prato tão prático e que além de quentinho, também se come gelado.

Para os ibéricos, o sabor intrigante do gazpacho faz sucesso nos dias quentes de verão, e para os franceses da região de Vichy, um prato cheio de sabor e boas surpresas que pode ser consumido tanto quente quanto frio.

Essa versatilidade permite que a Vichyssoise seja uma sopa cremosa, elegante e de muita personalidade, ideal para dias de inverno ou verão, pode ser uma entradinha ou prato principal e também acompanhada de um pão tostado ou fresquinho, encerra o dia com chave de ouro.

Para matar a curiosidade, que tal provar dos dois jeitos? Fresquinha e quentinha e depois de deixar resfriar na geladeira, como uma opção que transborda sabor.

Prepare a cumbuca que eu duvido não repetir.

VICHYSSOISE

20g Manteiga
125g Alho-poró em rodelas
125g Batata em cubos
750ml Caldo de aves ou legumes
1 Sachet d’epice
90ml Creme de leite
Cebolinha verde picada
Quanto baste de Sal e pimenta-do-reino moída na hora

Faça assim:

Numa panela, aqueça a manteiga, refogue o alho-poró até murchar. Junte a batata, o caldo de aves e ferva. Adicione o sachet d’epice, cozinhe em fogo baixo até amaciar os vegetais.

Coe os sólidos e reserve o líquido do cozimento.

Bata no liquidificador os sólidos e junte o líquido reservado aos poucos, até obter consistência de nappé leve.

Aqueça o creme de leite e adicione no final. Corrija os temperos, salpique a cebolinha verde por cima e sirva a seguir ou deixe refrigerar por duas horas.

Bom apetite!

Lincoln Molinari
Últimos posts por Lincoln Molinari (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Porque comemos o que comemos?
Cheirinho de fome
Para surpreendo o amor e o paladar