(Imagem Ilustrativa)

O friozinho deu as caras e pelo jeito agora veio pra ficar. Em dias de temperatura baixa, não tem nada melhor que esquentar o corpinho no fim do dia com uma sopa bem gostosa, e não vem com essa história de que sopa não é janta porque isso é desculpa furada pra comer duas vezes! A sopa não só é janta, como pode ser almoço e até um lanchinho rápido e bem nutritivo.

Nessas próximas semanas, vou aproveitar o clima típico do inverno para deixar receitas deliciosas e que aquecem o corpo e a alma.

A primeira delas é um delicioso creme de abóbora com um toque super especial.

CREME DE ABÓBORA COM CREME AGRIA

INGREDIENTES

25g Manteiga
1/2 unidade Cebola pequena em brunoise
500g Abóbora japonesa em cubos
300ml Caldo de legumes
1 Sachet d’epices*
Sal e pimenta-do-reino moída na hora

Creme Agria

100g Creme de leite
70g Cream cheese
Suco de 1 Limão
Sal e pimenta-do-reino moída na hora

Numa panela, aqueça a manteiga e doure a cebola. Adicione a abóbora, cubra com o caldo legumes e ferva. Adicione o sachet, reduza o fogo e cozinhe até que a abóbora esteja macia. Tempere com sal e pimenta e reserve o líquido do cozimento.

Bata no liquidificador e junte aos poucos o líquido reservado, até obter consistência de nappé** leve. Corrija o sal e a pimenta.

Creme Agria:

Misture todos os ingredientes, até homogeneizar, e refrigere por 15minutos para firmar. Sirva por cima do creme.

*SACHET D’ÉPICES é um sachet de especiarias feito com paninho descartável limpo ou gaze, onde colocamos à gosto, pimenta rosa, do reino, verde e preta em grãos, cravo, louro, coentro em semente, ramos de tomilho e alecrim, e algum outro aromático que você gosta. Com a abóbora ficam bons sementes de erva doce ou dois floretes de anis estrelado.

**NAPPÉ é o ponto de cozimento em que o creme estará liso, homogêneo e aveludado, ao mergulharmos a colher na sopa e retiramos, traçamos uma linha nas costas da colher; se a linha demorar a fechar está em ponto nappé.

Semana que vem tem mais, bom apetite!

Lincoln Molinari
Últimos posts por Lincoln Molinari (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Para surpreendo o amor e o paladar
Porque comemos o que comemos?
A pressa é inimiga da digestão