Equipe médica responsável pelos cuidados do pequeno Dudu. (Foto: VITA Curitiba)

O dia 16 de julho ficará marcado para sempre na história do pequeno Eduardo Remowicz Amarante (Dudu) e de todos os familiares e amigos que abraçaram a campanha #TodosPeloDudu, que arrecadou o dinheiro para a cirurgia do pequeno são-mateueuse. Na última terça-feira (16), o primeiro procedimento cirúrgico foi realizado no Hospital VITA Curitiba, com duração de 4 horas. Dudu tem quase 2 anos de idade e nasceu com uma má formação congênita no fêmur esquerdo, e precisa passar por mais duas cirurgias.

De acordo com Richard Luzzi, médico ortopedista responsável pela cirurgia, tudo ocorreu como o esperado. “Eduardo evoluiu muito bem com a cirurgia”, diz o especialista em reconstrução e alongamento ósseo, tratamento de pseudartrose, osteomielite, defeitos ósseos e deficiências congênitas. Na manhã de quinta-feira (18), Dudu recebeu alta e segue o tratamento em Curitiba.

Nova realidade

Antes da avaliação médica do Dr. Richard, a família de Dudu recebeu a notícia que a “solução” para o caso do pequeno seria uma amputação.

Em entrevista ao jornal Gazeta Informativa, o médico explica que a má formação na perna de Dudu é rara, e no mundo existe apenas um caso parecido registrado até então. “Percebemos que a evolução do outro paciente que possui essa má formação está sendo ótima. Vamos fazer de tudo para o Eduardo caminhar”, afirma Luzzi.

As próximas fases da recuperação do pequeno são-mateuense serão com fisioterapia e novos procedimentos cirúrgicos como o reposicionamento de seu joelho e a retirada do fixador externo. “Logo no começo percebemos a grande mobilização de todos os moradores de São Mateus do Sul para ajudar o Eduardo, um agradecimento especial à todos eles”, enfoca.

União de todos

Desde dezembro de 2018 a família do Dudu contou com a ajuda de equipes solidárias que realizaram ações em prol do pequeno Dudu, como bingos, festas, bazares e trocos do bem. Ao todo foram arrecadados mais de R$ 92 mil. A família ainda busca recursos para manter o tratamento de saúde, através de fisioterapias e a estadia na capital paranaense. Para demais colaborações, entre em contato com a página “Todos Pelo Dudu”, no Facebook.

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
O dom da cura por orações
Com formação em colégios públicos de São Mateus do Sul, profissionais se destacam na Bahia e Canadá
Voltando para São Mateus do Sul depois de 67 anos

Deixe seu comentário

*