O Fórum Eleitoral de São Mateus do Sul mantém o convite para que os cidadãos atuem como mesários voluntários nas eleições municipais de 2020. (Foto: Éber Deina/Gazeta Informativa)

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) lançou, no último dia 22, dois projetos que serão executados durante o período eleitoral do ano de 2020. O primeiro deles, é chamado de Gralha Confere e irá funcionar como uma central de combate à desinformação relativa aos assuntos eleitorais. O segundo, é chamado de Universidade Amiga da Justiça Eleitoral, tendo o objetivo de buscar universitários para ocuparem as vagas de mesários.

Projeto Gralha Confere

Através de iniciativa inédita, o presidente do TRE-PR, desembargador Tito Campos de Paula, lançou a primeira Central de Combate à Desinformação da Justiça Eleitoral. Esta ação é baseada no Programa de Enfrentamento à Desinformação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU (Organização das Nações Unidas) e em critérios internacionais de checagem de informações.

A Central Gralha Confere disponibilizou o número de WhattsApp +55 (41) 8700-5100 para a população enviar dúvidas e questionamentos acerca do processo eleitoral e à segurança do voto. Informações sobre candidatos e partidos políticos não serão checadas. A operacionalização da Central irá ser realizada por servidores da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS), baseada nos bancos de dados da Justiça Eleitoral. Além disso, destaca-se a atuação de porta-vozes internos, com auxílio do Conselho Editorial e Consultivo, sendo formado pelos gestores da instituição.

(Banners: TRE-PR)

O Gralha Confere propõe a colaboração das entidades parceiras para a replicação dos conteúdos em suas páginas oficiais. As checagens serão originalmente publicadas no endereço eletrônico www.gralhaconfere.tre-pr.jus.br e nas redes sociais do Tribunal.

Projeto Universidade Amiga da Justiça Eleitoral

O presidente do TRE-PR comentou sobre o lançamento do segundo projeto pela entidade. “O Projeto Universidade Amiga da Justiça Eleitoral deverá ajudar na questão da diminuição do número de mesários voluntários e no caso do surgimento de muitas desistências”, destacou ele. Para aqueles universitários que se propuserem a atuar nas eleições, serão creditadas até 60 horas de atividade extracurricular, sendo 30 para cada turno trabalhado.

O Fórum Eleitoral de São Mateus do Sul reforça o convite para aqueles cidadãos que desejam colaborar com a Justiça, nos momentos relacionados à realização das eleições municipais em 2020. A data do pleito foi adiada para o dia 15 de novembro, no caso da cidade são-mateuense, a ser decidido em turno único.

Sobre a participação universitária nas eleições, o presidente do TRE-PR comentou. “Esperamos que com esse bônus, tenhamos um grande número de universitários trabalhando nessas eleições. Em todo o Paraná existem mais de 400 mil estudantes matriculados em universidades”, comentou ele.

Outros direitos reservados aos mesários

Além do aspecto mencionado, os mesários também têm direito à dispensa do serviço pelo dobro dos dias trabalhados como mesário, auxílio-alimentação para o dia do pleito, créditos em disciplinas de cursos de instituições de ensino superior, vantagem de desempate em concursos públicos (se houver previsão no edital) e isenção da taxa de inscrição em concursos públicos.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Sessão ordinária da Câmara Municipal é realizada sem a presença de público
Projeto de lei do executivo municipal prevê o auxílio financeiro de quase R$ 1 milhão para a construção do novo Hospital
Juiz da Comarca participa da sessão ordinária da Câmara Municipal de São Mateus do Sul