A campanha acontecerá nas unidades de saúde e centro de vacina do município. (Foto: Acervo Gazeta Informativa)

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, informa que em 2019, o Ministério da Saúde lança a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza – gripe –, no período de 10 de abril a 31 de maio de 2019, sendo 4 de maio, o dia de mobilização nacional. “A campanha será dividida em etapas, sendo priorizado as crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos,11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) de 10 a 18 de abril”, informa a equipe que também ressalta que a partir do dia 22 de abril os demais grupos prioritários serão vacinados: idosos a partir de 60 anos, professores de escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas e trabalhadores de saúde.

A escolha dos grupos segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos elegíveis. Mesmo fora das turmas prioritárias, é possível conseguir sua dose na rede privada – os valores vão de 100 a 200 reais.

Locais de vacinação em São Mateus do Sul

A população poderá receber a vacina diariamente, nas seguintes Unidades de Saúde: Unidade de Saúde da Palmeirinha – das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h; Unidade de Saúde da Amaral – das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h; Unidade de Saúde da Americana – das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16; Unidade de Saúde da Vila Bom Jesus – das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h; Ambulatório Médico da Washington Gusso (Vila Prohmann) – das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h30.

O Centro de Saúde, localizado na Rua 21 de Setembro, 355, Centro de São Mateus do Sul, neste período estará aberto das 8h às 17h, sem fechar para o almoço. As demais localidades serão informadas posteriormente. Para mais informações entre em contato no telefone (42) 3912-7077.

A vacina da gripe em 2019

Em relação ao ano passado, houve alteração de duas cepas na vacina. “O Ministério da Saúde não indica a utilização da vacina contra influenza do ano passado, pois não tem a mesma composição, o que faz com que não seja eficaz para proteção”, informam. Cabe lembrar que o vírus da gripe sofre mutações constantes – e sempre há um subtipo que circula mais em determinado ano. Por causa disso, a vacinação anual é imprescindível.

O que fazer se os sintomas da gripe surgirem

A orientação é que indivíduos que apresentem sintomas de gripe evitem sair de casa, assim como aglomerações e ambientes fechados, e adotem hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos. É importante conversar com o médico para, caso a situação se agravar, buscar apoio rapidamente.

Recomendam-se ainda medidas gerais de proteção, como a constante lavagem das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, e a adoção da etiqueta respiratória, que consiste em cobrir a boca ao tossir ou espirrar. Isso impede a transmissão do vírus. Outra dica importante é não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Vacina contra a gripe é liberada para toda a população; doses estão quase esgotadas
Clínica Odontológica da Uniuv atende cerca de 300 pacientes por mês
Coleta de Sangue ‘extra’ será realizada no sábado dia 27 de fevereiro, em União da Vitória

Deixe seu comentário

*