Aplicação da vacina no sistema drive thru. (Fotos: Hugo Lopes Júnior/Gazeta Informativa)

A Prefeitura Municipal de São Mateus do Sul através da Secretaria de Saúde realizou mais uma etapa de vacinação para os idosos do município. A vacinação ocorreu nos dias 1 e 2 de março para aqueles com mais de 90 anos, complementando a campanha de vacinação anterior, onde alguns idosos dessa faixa etária ficaram sem a primeira fase de imunização. Na quarta-feira, dia 3 de março, foi a vez de idosos com idades entre 85 e 89 anos, os quais puderam receber a primeira dose da vacina.

As vacinas disponíveis eram a Coronavac e a de Oxford, ambas necessitando de uma segunda dose para efeito completo, sendo a primeira com até 30 dias e a segunda em até 90 dias. Segundo informações da Secretaria de Saúde, o governo estadual garantiu a vinda da segunda dose, podendo assim serem utilizadas todas as doses disponíveis nesse primeiro momento. Em um próxima fase, serão os idosos com 80 anos e acima que receberão a vacina. Vale ressaltar que, ao receber a vacina, os idosos ficam previamente agendados para sua segunda dose.

Aplicação da vacina sem necessidade de sair do carro, no sistema drive thru que agiliza o processo diminui a exposição.

Grande procura pela vacina formou fila, porém, sem causar demora nos atendimentos.

A vacinação está sendo realizada pelas equipes com muito critério no atendimento, dando prioridade aos idosos, distribuídos por faixa etária. O Posto Central está preparado para realizar a vacinação de todos os idosos que chegarem, mas as equipes também estão percorrendo as diversas comunidades do interior, chegando até aqueles que possuem dificuldade de locomoção ou estão, por algum motivo, acamados. Essas visitas são feitas por meio de agendamento por telefone ou diretamente no Posto Central, também por meio do cadastro da Estratégia de Saúde da Família, que realiza visitas rotineiramente e tem em seus registros os endereços desses idosos, que têm preferência no momento de vacinação.

Faz parte da programação em conformidade com a disponibilização das vacinas pelo Ministério da Saúde, que repassa aos estados e este repassa para as regionais de saúde, até chegar aos municípios que se encarregam da vacinação.

Tivemos relatos de alguns casos onde os idosos não quiseram receber a vacina sem antes ter o aval de algum parente. Existem casos em que os idosos moram com cuidadores e querem conversar com filhos, ou outros parentes responsáveis, sobre a obrigatoriedade ou necessidade de se tomar a vacina, dessa forma, equipe agenda outro dia para tal. Em casos extremos, em que se recuse terminantemente a vacina, algum responsável assina um documento, dando ciência da decisão. Mesmo aqueles que se recusaram numa primeira visita, podem voltar atrás e receber a vacina.

Membros da equipe cadastrando o paciente, para que pudessem receber a vacina.

Posto Central, local da vacinação no sistema drive thru.

O Posto Central coordena toda a vacinação que está ocorrendo e também centraliza o acondicionamento das doses de vacinas, sendo feita em uma sala especial, climatizada e com os freezers dentro das temperaturas recomendadas. É realizado o monitoramento e, havendo qualquer problema, a Copel presta assistência de imediato para que não haja nenhuma perda por problema com queda de energia ou perda de temperatura. São dois os frascos de vacinas recebidas pela Secretaria de Saúde, a mono dose com apenas uma dose e frascos de 5 ml, que corresponde a 10 doses, sendo que cada aplicação injeta apenas 0,5 ml da vacina. Os frascos com 10 doses, depois de abertos são mantidos refrigerados e têm que ser utilizados dentro do prazo de 8 horas, por isso há uma logística para se aplicar as vacinas sem perder nenhuma preciosa dose. No momento da reportagem, uma equipe se deslocava para uma comunidade do interior para fechar as doses que restavam ainda num dos fracos, sem perder nenhuma.

No primeiro dia da vacinação, foram aplicadas 10 unidades e no segundo mais 30, sendo que o maior número era esperado no terceiro dia, onde a quadra em frente ao Posto Central foi preparada e contou até mesmo com apoio da Polícia Militar para organização do fluxo de carros, recebendo os idosos diretamente no posto ou pelo sistema drive thru, agilizando a vacinação e expondo o menos possível. Ao final do último dia, foram vacinados cerca de 117 idosos.

Hugo Lopes Júnior
Últimos posts por Hugo Lopes Júnior (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Criança de 9 meses sobrevive após engolir bateria; pais alertam outras famílias
Outubro Rosa: Ajude a Rede Feminina de Combate ao Câncer de São Mateus do Sul
Secretaria Municipal de Saúde esclarece a ausência de alguns medicamentos no início deste ano