A pequena Gabrielli Tarakowski Radzikowski, de 3 anos, é moradora da Vila Prohmann e logo nos primeiros meses de vida a família percebeu problemas em seu desenvolvimento. Segundo os pais, Jocinéia Drobinheski Tarakowski e Adilson Nareski Radzikowski, a família está buscando arrecadar dinheiro para um exame genético que o Sistema Único de Saúde (SUS) não cobre. O exame é fundamental para melhorar a qualidade de vida e proporcionar o tratamento adequado para a pequena são-mateuense.

Jocinéia explica que para custear o exame e a compra dos equipamentos adaptados – como cadeira de rodas e órteses – a família busca arrecadar cerca de R$ 15 mil. “Ainda não sabemos qual é a doença da Gabi, e há um ano pedimos uma cadeira de rodas para o SUS e não fomos atendidos até o momento”, explica a mãe.

Até os três meses de idade a família acompanhava o desenvolvimento da Gabi que acontecia normalmente. Depois desse período, a são-mateuense teve atrasos no crescimento e passou a ter crises convulsivas. “Fizemos vários exames e até então não sabemos ao certo o que aconteceu.”

Atualmente a Gabi realiza o tratamento no Hospital das Clínicas, em Curitiba. Ela ainda não fala e não caminha, mas a família tem muita fé que ela poderá fazer as atividades de uma criança normal.

Quer colaborar com a Gabi? A família organizou uma vaquinha on-line, onde os valores podem ser depositados:
www.vakinha.com.br/vaquinha/ajudem-a-gabi-jocineia-drobinheski-tarakowski. Além da vaquinha on-line, os depósitos também podem ser feitos na poupança: Agência 0725; Conta: 81178-5. Nome: Gabrielli Radzikowski.

Os interessados em ajudar também podem entrar em contato com a família pelo celular/WhatsApp (42) 98816-0837.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Frota de saúde do município recebe veículos
Discutindo o transporte coletivo
São Mateus do Sul terá capacitação para combate às drogas