Rosana Ehlke Vistuba na viagem realizada em novembro de 2019. (Fotos: Acervo Pessoal)

A psicóloga Rosana Ehlke Vistuba, mediadora do livro “Mulheres que Correm com os Lobos”, e fundadora do Canal ComVida no YouTube – que tem como missão auxiliar mulheres na “aventura da leitura para dentro da alma feminina” – passou por vários estados americanos, em uma jornada entre desertos e nevascas, para conhecer a atmosfera onde o livro foi escrito, pelas mãos de Clarissa Pinkola Estés, (PhD). Rosana é responsável pelo projeto Conviver, que trabalha com agressores e vítimas de violência doméstica em São Mateus do Sul.

“Busquei realizar uma jornada espiritual, na companhia de Leandro e Nilceia, um casal de amigos que mora nos Estados Unidos há 3 anos”, conta Rosana. A profissional procurou praticar o aprendizado contido no livro “A Mulher Selvagem e a Alma Feminina”, que inspira as pessoas a continuarem a ser multilíngues: fluentes no linguajar dos sonhos, da paixão, da poesia.

Rosana nos conta que também teve de superar barreiras, como aprender uma nova língua, enfrentar aeroportos e superar uma nevasca. Mas para ela, a recompensa valeu a pena. “Visitamos a cidade de Loveland, tivemos a honra de conhecer o local onda a Dra. Estés realiza cursos durante o ano. Também visitamos um Santuário de Lobos, na cidade de Divide, estado do Colorado, que se dedica a educar as pessoas para a preservação destes animais. Conhecemos as histórias de cada um dos lobos e suas características.”

A equipe do santuário ensina os visitantes sobre a compreensão e respeito pelo instinto de liderança dos lobos, garantindo assim um encontro sagrado e divertido. O livro da Dra. Estés tem uma profunda relação com estes animais. “Ela nos ensina a termos mais intimidade com a nossa intuição. Foi através da intuição que conhecemos lugares e pessoas encantadoras, que durante nossa jornada, foram nossos mestres.”

Em um dos trechos do livro, Estés conta que quando um lobo uiva, na verdade ele está fazendo a pergunta mais importante de todas: não onde está a próxima comida, a próxima briga ou a próxima dança. A pergunta mais importante é “aonde está a alma?” – do inglês, where is the Sooouuuulll?. “Posso dizer que minha alma se expandiu muito, entre brincadeiras na neve, caminhadas pelo deserto e uivos de lobos!”, encerra Rosana.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Senac PR oferta cursos técnicos em São Mateus do Sul
Senac São Mateus do Sul realiza 1º Seminário de Saúde e Tecnologia
SEMEC promove Semana da Criança à todos os alunos da rede municipal de ensino