Direito em Foco

Você sabe o que é o Agosto Lilás?

(Imagem Ilustrativa)

Olá queridas leitoras e queridos leitores, tudo bem? Hoje eu vou tratar sobre o Agosto Lilás: o mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher.

Primeiramente, gostaria de lhes informar que o telefone para denunciar a violência contra a mulher é o 180. É muito importante denunciar, pois violência contra a mulher é CRIME.

Mas o que se caracteriza como violência contra a mulher? Vamos lá.

1. HUMILHAR, XINGAR E DIMINUIR SUA AUTOESTIMA, deboche público, desvalorização moral entre outros constam como tipos de violência emocional. É muito importante salientar a questão da violência emocional, pois muitas pessoas acham que apenas a violência física que conta.

2. TIRAR A LIBERDADE DE CRENÇA: um homem NÃO PODE restringir a ação, a decisão ou a crença de uma mulher, isso também é considerado uma forma de violência psicológica.

3. FAZER A MULHER ACHAR QUE ESTA FICANDO LOUCA, inclusive há um nome para isso: o gaslighting. Uma forma de abuso mental que consiste em distorcer os fatos e omitir situações para deixar a vítima em duvida sobre sua memória e sanidade.

4. CONTROLAR E OPRIMIR A MULHER, aqui o que conta é o comportamento obsessivo do homem sobre a mulher, como querer controlar o que ela faz, não deixa-la sair, isolar sua família e amigos, procurar mensagens em celular ou e-mail.

5. EXPOR A VIDA ÍNTIMA, falar sobre a vida do casal para outras pessoas é considerado uma forma de violência moral, como por exemplo vazar fotos intimas nas redes sociais como forma de vingança.

6. IMPEDIR A MULHER DE PREVENIR A GRAVIDEZ OU OBRIGÁ-LA A ABORTAR, o ato de impedir uma mulher de usar métodos contraceptivos, como a pílula do dia seguinte ou o anticoncepcional, é considerado uma prática de violência sexual! Da mesma forma que obrigar a mulher a fazer um aborto clandestino é outra forma de abuso.

7. FORÇAR ATOS SEXUAIS DESCONFORTÁVEIS, não é só forçar o sexo que consta como violência sexual. Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto ou repulsa também é violência.

8. ATIRAR OBJETOS, SACUDIR E APERTAR OS BRAÇOS, nem toda a violência física é o espancamento, são considerados abusos físicos também a tentativa de arremessar objetos com a intenção de machucar, sacudir e segurar com força uma mulher.

9. CONTROLAR O DINHEIRO OU RETER DOCUMENTOS, se o homem tenta controlar, guardar ou tirar o dinheiro de uma mulher contra a sua vontade, assim como guardar seus documentos pessoais, é considerado uma forma de violência patrimonial.

10. QUEBRAR OBJETOS DA MULHER, causar danos ao patrimônio da mulher de forma propositada, é violência patrimonial também!

Lembre-se: a violência contra a mulher
pode ser caracterizada em:

– Física: empurrar, chutar, amarrar, bater;
– Psicológica: humilhar, insultar, isolar, perseguir, ameaçar;
Moral: caluniar, injuriar, difamar;
– Sexual: estupro (forçar sexo não consentido);
– Patrimonial: quando o homem não deixa a mulher trabalhar fora ou faz a retenção de seu dinheiro.

Pois bem, ficam aqui alguns exemplos de violência contra a mulher, denuncie, e se você mulher sofre algum tipo de agressão descrito acima, ligue 180, peça ajuda! Porque em briga de marido e mulher SE METE A COLHER!

Espero que tenham gostado dos esclarecimentos, até a próxima semana!

Mirela Ohpis
Últimos posts por Mirela Ohpis (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Você sabe qual é a função do Deputado Federal?
Por que você não vai a Câmara de Vereadores da cidade?
Litigância de má-fé, você já ouviu falar?