Aulas com apenas 10 alunos e com distanciamento ocorrem no Colégio São Mateus.
(Fotos: Hugo Lopes Júnior/Gazeta Informativa)

Nove prefeituras que fazem parte da Associação dos Municípios Sul Paranaense (Amsulpar) e, entre elas, São Mateus do Sul, em relação a volta às aulas são balizadas pelas decisões de uma comissão que está permanentemente em contato e atenta as condições sanitárias, e que tem a decisão em vigência através de decreto publicado que vale até o dia 21 de maio, mas pretendem que as aulas continuem ocorrendo de maneira remota.

A comissão se reuniu na quinta-feira, dia 13 de maio, e após avaliar a situação geral nos municípios a decisão tomada é a de continuar mantendo o sistema atual, com aulas de maneira remota até o final desse semestre letivo, que vai até o dia 2 de julho. A volta as aulas dando início ao segundo semestre será no dia 21 de julho e, em reunião futura, devem analisar se esse retorno poderá ocorrer no sistema híbrido – parte remota e parte presencial. Entre os vários fatores analisados, um fundamental para o retorno é a vacinação dos profissionais da área de educação.

Segundo a secretária de Educação de São Mateus do Sul, Liliane Santana, o planejamento está sendo feito para a possível volta no sistema híbrido e as escolas estão preparadas para receber os alunos e profissionais com todo o material necessários para higienização e o distanciamento. Existe a possibilidade de que as aulas reiniciem em julho no mesmo sistema remoto atual, mas isso dependerá de decisão da comissão que analisa os fatores. Também há a questão do transporte escolar, pois estão sendo realizadas novas licitações para a contratação das empresas responsáveis, o que está sendo bem estudado, pois os custos mudaram consideravelmente devidos aos diversos fatores, principalmente a questão dos combustíveis.

No colégio São Mateus, as aulas no sistema híbrido tiveram retorno na segunda-feira, dia 10 de maio. É o primeiro colégio estadual da cidade a retornar no sistema híbrido. A escolha do colégio São Mateus aconteceu por ser um dos que possuem cursos técnicos e estará sob avaliação permanente para que outros também venham a ter o sistema híbrido de ensino.

Colégio São Mateus retorna, em etapas, com ensino híbrido.

Secretaria Municipal de Educação acompanha posição da Amsulpar sobre ensino presencial.

São 10 alunos por turma que participam das aulas presenciais. Houveram demarcações com distanciamento entre as carteiras e o posicionamento de apenas 10 por sala. Também, todo o material de higienização está à disposição e diversas instruções foram repassadas aos alunos, sobre manter os protocolos de segurança sanitária, como no caso do refeitório que pode ser utilizado por até 24 alunos, sendo que cada grupo tem 10 minutos para realizar a refeição. Devido ao distanciamento exigido, os intervalos também estão sendo realizados em horários diferentes para evitar aglomerações. Os alunos, ao chegarem ao colégio, só adentram após suas temperaturas medidas e mãos higienizadas, seguindo direto para suas respectivas salas. Nessas, os netbooks já estão instalados e funcionando para os professores não perderem tempo e as aulas são transmitidas ao vivo para os alunos que ficam em casa. Eles podem também realizar perguntas para os professores que respondem na hora, havendo interação.

Os estudantes tiveram orientações e cada um recebeu duas máscaras de proteção. Os professores aprovaram o sistema que foi adotado para proteção geral, inclusive as orientações de que os alunos não permaneçam conversando, mesmo no pátio. É uma semana de teste e que está com algumas turmas presentes, sendo que na próxima outras turmas serão liberadas para as aulas presenciais, iniciando pelo ensino médio e seguindo para turmas de 9ª ano, 8ª e assim por diante, até que todas as turmas cheguem ao sistema híbrido, se a experiência for aprovada nesse processo.

Uma das preocupações da direção é quanto a vacinação dos profissionais da educação, o que aumentaria a segurança do sistema educacional. Outra preocupação tem a ver com o transporte escolar, que é de responsabilidade do município e, como as aulas no sistema municipal continuam no sistema remoto, os pais dos alunos foram comunicados sobre essa situação. Segundo informações da direção do Colégio São Mateus, os pais e alunos entenderam a situação e vários tem levado os filhos que optaram pelo ensino híbrido. Como exemplo, uma das turmas de Química Industrial, que conta com 43 alunos, teve 30 que optaram pelo sistema híbrido, sendo que a cada semana uma turma de 10 alunos marcam presença em sala de aula.

Segundo declarações do Governo do Estado, é possível que outras escolas retornem com esse sistema a partir do dia 24 de maio, mas ainda não foi divulgado nada oficial.

Hugo Lopes Júnior
Últimos posts por Hugo Lopes Júnior (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
A volta às aulas presenciais ainda é uma incerteza em São Mateus do Sul
Alunos do Colégio Estadual Professora Zuleide Samways Portes praticam a sustentabilidade na construção de espaço ambiental
Viagem para santuário dos lobos intensifica experiências profissionais de psicóloga