Cidade

Workshop apresenta receita com potencial para se tornar prato típico de São Mateus do Sul

Foto: Ronaldo Toppel

Foto: Ronaldo Toppel

Na terça-feira (16), às 14h, na cozinha do Salão Paroquial da Igreja Matriz, a IG-Mathe (Associação dos Amigos da Erva-Mate de São Mateus do Sul) em parceria com a Prefeitura Municipal de São Mateus do Sul, realizou um workshop com o chef de cozinha e turismólogo Guilherme Guzella de Curitiba, no qual ele apresentou uma receita que tem como base as principais características culturais do município, elaborada especialmente para São Mateus do Sul, sugerida como prato típico são-mateuense: um sanduíche de pão de erva-mate com charque, creme de ricota e vinagrete.

Sobre a receita, a ideia era fazer em um único prato a representação de diversas influências da cultura que criou o município, como a imigração polonesa, as navegações e a erva-mate. “Com isso, surgiu um lanche que possa ser vendido em qualquer lugar da cidade, desde barraquinhas de cachorro quente até lanchonetes, padarias e restaurantes. O pão de erva-mate é simples e remete ao produto que o solo de São Mateus do Sul tem. O charque é uma homenagem ao charque no vapor, feito na época das navegações e que virou um ícone. O creme de ricota é baseado na alimentação polonesa, que usa a ricota em salgados como o tradicional pierogi e em doces e o vinagrete por cima, além de balancear o prato, serve para mostrar que, além de tudo, somos brasileiros. O prato é de simples execução e pode ser feito tanto em casa quanto em comércios”, conta Guilherme.

Conforme o diretor de Cultura de São Mateus do Sul, Helinton Lugarini, cerca de 50 pessoas, que representam o setor gastronômico e turístico do município estiveram presentes, que provaram e aprovaram a receita. “Agora a ideia é criar um projeto de lei para que este prato sugerido possa se tornar patrimônio imaterial municipal para que possa ser explorado turisticamente”, conclui Helinton.

Guilherme conta que foi voluntário para a elaboração do prato. “Foi conversando com o Helinton que vimos que faltava um prato típico pra cidade. Depois de vários testes, cheguei a um prato que conseguia traduzir a vocação do município. E no fim, o Helinton jogou a ideia e me perguntou quanto eu cobraria pra fazer o trabalho. Não cobrei nada, fiz como um projeto, como algo que possa marcar a cidade e a história da gastronomia local. Inclusive insumos e tudo o que foi degustado no evento, foi por minha conta”, detalha.

Segundo o presidente da IG-Mathe, Ronaldo Toppel Filho, com a realização do workshop, as expectativas foram mais do que superadas, “vemos que a cada evento, mais pessoas estão se identificando com o nosso projeto. As pessoas que participaram do worshop, se sentiram dentro do futuro turístico do município. Nós da IG-Mathe, gostaríamos muito de agradecer ao chef Guilherme, que conseguiu de forma simples, num sanduíche reunir erva-mate, ricota e charque, mostrar um pouco da história de São Mateus do Sul, pra nós são-mateuenses e pra todas as pessoas que passarem por nossa cidade experimentarem essa delícia”, fala.

Sobre o chef Guilherme Guzela

Formado em Turismo pela Universidade Positivo, o chef é especialista em Gastronomia pela mesma universidade. Foi um dos finalistas no concurso “Chef Revelação” do 1° Prêmio Bom Gourmet, promovido pela Gazeta do Povo no estado do Paraná em 2010. Trabalhou com o chef Celso Freire no Restaurante Boulevard e em 2 restaurantes estrelados pelo Guia Michelin na Italia (Locanda San Lorenzo e Tivoli). Desde 2007 faz parte da Federazione Italiana Cuochi, a única federação chancelada para representar a legitima cozinha italiana pelo mundo. Trabalhou na implementação de diversas casas no estado do Paraná, entre elas, Café de la Musique, Curitiba Comedy Club, Empório Santa Genoveva, Emporio Aioli massas artesanais (Cascavel), Camelu’s Bistrô (Sorriso – MT), Bravo Café (Campo Largo) hotéis e restaurantes do Brasil. É chef para a Tramontina no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, promovendo treinamentos. Trabalha como consultor para empreendimentos gastronômicos e é professor das disciplinas de Gestão estratégica de empreendimentos, Gestão financeira, Planejamento e organização de eventos, Cozinha regional brasileira, Cozinha internacional e Práticas de cozinha fria e clássica na Universidade Positivo em graduação e pós graduação e em outras faculdades do Paraná. Realiza eventos, participa de programas de TV e participou recentemente do programa Mais Você, na Rede Globo. Escreve periodicamente a uma revista de gastronomia digital e apresenta o programa Bom Gourmet da Gazeta do Povo. Desde 2014, é sócio proprietário do Olimpo Sport Bistrô, desenvolvendo refeições saudáveis e fit para atletas e clientes da Academia Gustavo Borges.

Sobre a empresa do chef Guilherme Guzela

A “Eh Gastronomia” surge para poder facilitar o trabalho dentro da área de gastronomia. Especializada em consultoria Gastronômica, o chef Guilherme Guzela traz ao público o conceito de personalização na cozinha focado no diferencial de cada cliente.

O objetivo é oferecer ao mercado gastronômico um serviço exclusivo, sempre com a participação integral do chef acompanhando o serviço contratado.
A Eh Gastronomia atende os ramos de negócios, eventos e carreira. Ou seja, o chef pode auxiliá-lo tanto em sua festa, como na elaboração ou reestruturação de um cardápio, com cursos para profissionais, aulas empresariais, dentre outros.

Para tanto, a Eh Gastronomia possui uma cozinha profissional para testes e treinamento de equipes pequenas, bem como para elaboração de cardápios e eventos dos mais variados portes.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Prefeitura Municipal reajusta valor na contratação de serviços do Hospital e Maternidade Doutor Paulo Fortes
Privatização: Petrobras anuncia a venda da SIX
Prefeitura esclarece utilização correta do estacionamento e da ciclofaixa na Rua Ulisses Faria